Ociosas as aves

por PN | 2014.03.27 - 21:44

Fino é delicado. Até magro. Fim é só termo. O termo lavra-se então.

Chegado o fim, sentou-se numa cadeira cómoda, ao sol, e pensou ser feliz por poder fechar os olhos devido à luz, enquanto o calor lhe lassava o corpo.

As cotovias e os melros perceberam perfeitamente que estava colocado (que é desistir) procurando (que é desejar) estar só (que é desolar), perceberam perfeitamente – como se perdia já – que bastava um gorjeio ou silêncio para testemunhar o pão que a mão infeliz e fatigada havia dado.

E por isso trinar. De gratidão.

E para a manhã ser plena como uma fêmea e humilde como uma formiga, não lhe chegou ao ouvido voz humana.