madala

por Gaëlle Istanbul | 2014.01.05 - 19:40

retiraste-te hoje, de madrugada

e eu que não gosto de futebol

também registo a tua partida, 

entre moçambicanos, manguerres e portugueses

 

ainda que envergonhada por um país, o meu,

que ousou desfigurar a tua nacionalidade

colando uma selecção às tuas pernas ágeis e velozes

fazendo da tua astúcia e prodigiosidade 

estandarte nacional, triunfo pátrio

 

enquanto muitos escrevem agora sobre a tua morte, 

relatam os teus feitos, choram o início da tua viagem 

solitária

 

em jeito de festa,

celebro a tua morte

pois para mim, a partir de hoje, 

simbolicamente és livre

 

a História e a ditadura dos homens 

deixaram de ter poder sobre ti.

 

Gaëlle Istanbul (1972, Mulhouse, França) passou a sua infância em França e Portugal. Estudou comunicação social e cultural em Lisboa, mas foi com o seu filho que mais aprendeu. Graças às viagens e aos acontecimentos da sua vida tornou-se contadora de estórias, através da escrita, da fotografia e do vídeo. Co-edita a Bypass Editions (http://bypass.pt), aprende norueguês e sobe montanhas, para que não lhe falte o ar.

Pub