Menu   

Fernando Figueiredo

Forjado na Beira Alta, aos 56 anos dá-se por bem casado e aprecia a companhia de três filhos, dois ainda na fase de espalhar magia a toda a hora; em família dá-se como feliz, apenas por o fazerem feliz. Como os duros estudou na Academia Militar, que não é para meninos e na época em que ainda se viajava de pé no comboio mas teve ainda tempo para queimar as pestanas em Gestão de Recursos Humanos. 36 anos “militarizado” vê-se agora na reforma a procurar ser “civilizado”. Em termos profissionais esteve no Iraque e voltou para contar, também esteve em Timor onde bebeu água de coco e visitou Jaco, erro fatal que lhe deixou o coração preso nas valorosas gentes timorenses e nas paisagens únicas do País que ajudou a ver nascer independente já no Séc XXI. Nos tempos livre actualiza o blog mais lido e odiado do delta do Dão, o Viseu Sra da Beira, e ainda escreve textos para jornais mas, poucos o lêem. Homem sem grande preocupação em fazer amigos, escreve o que entende sobre quem não consegue entender. Tais liberdades já lhe valeram um par de processos em tribunal, sem nunca se ter declarado Charlie. A genética deixou-o sem um único cabelo mas está careca de saber que os valores do trabalho, da honestidade e da amizade são o maior legado que o pai lhe deixou. Benfiquista moderado, gosta mesmo é de um bom jantar na companhia dos melhores amigos. Agora como empresário e homem de negócios só aceita de lucro o necessário para viver e distribuir por outros e de comissão a 100% a ética, a responsabilidade e o profissionalismo. É garantidamente mais bonito ao vivo que em foto.

Colaboradores, última actividade

Ao ler a entrevista da senhora Marianne Thyssen (Comissária Europeia para o Emprego, Assuntos Sociais, Competências e Mobilidade Laboral, 18/05, Dinheiro Vivo), uma das ideias que transmitiu deixou-me ainda mais preocupado:   “Deixou de ser um dado adquirido que quem trabalha tem acesso à Segurança Social e está coberto em caso de doença, acidente ou […]

23 de Maio, 2019

Começam a ser por demais recorrentes as queixas sobre actuações deste executivo camarário viseense, nomeadamente do seu presidente e vereador da cultura, turismo e mais umas coisas. A consciencialização geral e gradual do bluff que estes indivíduos representam, em termos de incumprimento dos conteúdos funcionais mais básicos que lhes estão atribuídos, apenas é superado pelas […]

22 de Maio, 2019

O que por estes dias se passa na Av. da Europa é absolutamente lamentável e demonstrativo de que no Rossio há uma clara visão que privilegia o acessório em detrimento do essencial. Por estes dias quem vive, trabalha ou simplesmente passeia pela Av. da Europa vê-se envolvido por uma nuvem de algodão, proveniente dos choupos […]

22 de Maio, 2019

A demência é um problema de saúde pública crescente que afeta cerca de 50 milhões de pessoas em todo o mundo. A cada ano que passa surgem 10 milhões de novos casos, prevendo-se que o número de pessoas afetadas triplique até 2050. A demência é uma das principais causas de incapacidade e dependência nas pessoas […]

22 de Maio, 2019