UC – “Incêndios, territórios e fragilidade económica e social: Pensar o país inteiro”.

por Paulo Neto | 2017.11.03 - 12:41

Investigadores de todo o país vão reunir-se na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (FEUC), na próxima sexta-feira, dia 3 de novembro, às 14 horas, para debater o tema “Incêndios, territórios e fragilidade económica e social: Pensar o país inteiro”.

A iniciativa, aberta ao público, tem como finalidade elaborar um contributo para reconstruir Portugal depois dos incêndios.

«Assume-se que estamos simultaneamente perante um problema florestal, das economias agrícolas, da paisagem, dos territórios não-urbanos, dos próprios territórios dos núcleos urbanos fragilizados. Num país que se foi deslaçando territorialmente, tornou-se crescente a fragilização de muitos dos sistemas que o constituem: o interior, a agricultura, a floresta, mas também as pequenas economias urbanas ou mesmo as cidades médias. Trata-se, pois, de compreender e agir sobre o modelo territorial do país, perigosamente unipolar, e de com ações concertadas refazer ligações territoriais, incentivar a diversificação económica local e, nesse contexto, intervir na floresta», afirmam os organizadores.

Estão associados a esta iniciativa José Reis e Pedro Pedro Hespanha, Professores da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e Investigadores do Centro de Estudos Sociais, Helena Freitas, Professora da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, José Maria Castro Caldas, Investigador do Centro de Estudos Sociais, Fernando Oliveira Batista, Professor do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa, Manuel Brandão Alves, Professor do Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa, Francisco Cordovil, Professor do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, João Ferrão, Investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, João Guerreiro e António Covas, Professores da Universidade do Algarve, Pedro Bingre Amaral, Professor do Instituto Politécnico de Coimbra, José Portela, Professor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Américo Mendes, Professor da Universidade Católica do Porto.

Armando Carvalho, antigo responsável pela AIBT do Pinhal Interior, António Louro, Vice-presidente da Câmara de Mação, Henrique Pereira dos Santos, Arquiteto Paisagista, Agostinho de Carvalho, José Ramos Rocha, Victor Louro e Vítor Barros, especialistas em questões agrárias, participam igualmente no debate.

 

 

Cristina Pinto

AI UC Reitoria