UC atribui Honoris Causa ao Presidente da Comissão Europeia

por Rua Direita | 2017.10.26 - 12:42

 

 

O Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, vai ser distinguido com o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra. A cerimónia realiza-se na próxima terça-feira, dia 31 de outubro, na Sala dos Atos Grandes (Sala dos Capelos), pelas 11 horas.

 

«A Universidade de Coimbra é uma universidade global, que trabalha pelo entendimento entre todos os povos da Terra, na sua diversidade. Distinguir o Presidente da Comissão Europeia permite reafirmar o nosso apoio à União Europeia, como espaço de cooperação que trouxe à Europa um período de paz e prosperidade sem precedentes na história, que é essencial que continue, apesar de um preocupante renascimento de nacionalismos populistas que importa combater», afirma o Reitor da UC, João Gabriel Silva.

 

Jean-Claude Juncker terá como “Apresentante” o Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, estando os elogios a cargo de Fernando Alves Correia (elogio do candidato) e Jorge Coutinho de Abreu (elogio do apresentante), ambos professores catedráticos da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (FDUC), a Faculdade que propôs a atribuição do grau.

O Primeiro-Ministro, António Costa, bem como o Comissário Europeu Carlos Moedas, entre muitas outras individualidades de relevo, estarão presentes na cerimónia.

 

Jean-Claude Juncker «possui uma carreira política relevante, tendo desempenhado, desde cedo, as mais elevadas funções na vida política do Grão-Ducado do Luxemburgo, país de onde é originário», nota a FDUC.

Segundo a Faculdade, a atividade política de Jean-Claude Juncker «tem-se destacado pela importância dedicada à Europa», salientando que, «enquanto Primeiro-Ministro do Luxemburgo, e em consequência da longevidade dos seus gabinetes, assumiu, por duas vezes, a presidência do Conselho das Comunidades Europeias (em 1997 e em 2005). Por outro lado, enquanto presidente em exercício do Conselho de Assuntos Económicos e Financeiros, Juncker revelou-se como um dos obreiros do Tratado de Maastricht, que teve o privilégio de assinar em 1992».

Declarações do professor Fernando Alves Correia, responsável pelo elogio do candidato, disponíveis aqui.

Após a cerimónia de Doutoramento Honoris Causa, Jean-Claude Juncker visita, pelas 15 horas, a Associação Académica de Coimbra (AAC), onde vai descerrar uma placa comemorativa dos 130 anos da AAC e encontrar-se com o Presidente do Organismo Autónomo de Futebol (OAF).

A visita a Coimbra termina com um debate no Teatro Académico Gil Vicente (TAGV). O Presidente da Comissão Europeia e o Primeiro- Ministro de Portugal vão abordar o tema “Futuro da Europa – que Europa queremos?”.

 

 

 

 

Cristina Pinto

AI UC Reitoria

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub