PCP pergunta ao ministro da Saúde o porquê da inoperacionalidade da TAC do Hospital de Lamego

por Rua Direita | 2018.02.28 - 22:51

 

 

 

 

Por proposta da Comissão Concelhia de Lamego, o Grupo Parlamentar do PCP na Assembleia da República, dirigiu uma pergunta ao ministro da Saúde, sobre a inoperacionalidade do aparelho da TAC, já instalado no Hospital de Proximidade de Lamego.

A instalação da TAC foi durante vários anos reclamada pelo pessoal médico, pela população e pelo PCP, na óptica de uma resposta local, mais económica e funcional, à ida dos utentes para o Hospital de Vila Real.

Ao que o PCP apurou, o aparelho principal da TAC já se encontra instalado em espaço próprio. Porém, falta instalar os comandos, computadores e outro material necessário ao seu funcionamento cabal.

A pergunta do Grupo Parlamentar do PCP, questiona o Ministério da Saúde sobre esta incompreensível situação e com os prejuízos que este impasse está a causar ao SNS, às populações e ao Estado.

Para além da questão da TAC, no Hospital de Proximidade de Lamego verifica-se igualmente, carência de pessoal médico e auxiliar.

Pergunta do Grupo Parlamentar do PCP dirigida ao Senhor Ministro da Saúde:

 

“Entrada em funcionamento da Tomografia Axial Computorizada no Hospital de Proximidade de Lamego”

“Sobre o Hospital de Lamego e, de forma concreta sobre a aquisição e entrada em funcionamento da Tomografia Axial Computorizada, o Grupo Parlamentar do PCP endereçou ao Governo a pergunta.

Na resposta à pergunta enviada pelo Governo nada é referido, porém a entrada em funcionamento deste meio complementar de diagnóstico é crucial para dar resposta às populações servidas por esta unidade. Ademais, o PCP teve conhecimento que o aparelho principal já se encontra instalado em espaço próprio. Porém, falta instalar os comandos, computadores e outro material necessário ao seu funcionamento cabal.

Para além da questão da TAC, no Hospital de Proximidade de Lamego verifica-se igualmente, carência de pessoal médico e assistentes operacionais.

Assim, ao abrigo da alínea d) do artigo 156º da Constituição e nos termos e para os efeitos do 229º do Regimento da Assembleia da República, solicita-se ao Ministério da Saúde, os seguintes esclarecimentos:

1 -Confirma o Governo que o aparelho central da TAC está já instalado, mas não está em funcionamento porque falta instalar comandos, computadores?

2 – Por que razão ainda não foram instalados os equipamentos necessários à entrada em funcionamento pleno da TAC? Quando é que se vai instalar esses equipamentos?

3 – Para quando a abertura de procedimentos concursais para a contratação dos profissionais em falta no Hospital de Proximidade de Lamego?”

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub