“O presidente José António Jesus e os vereadores rejeitam ideias apenas por não serem suas. Estão mal-habituados!”

por Rua Direita | 2018.05.14 - 11:16

A toponímia Tondelense segundo os vereadores do PS

A Junta da União de Freguesias de Tondela e Nandufe, em conformidade com as competências que lhe são atribuídas pela Lei 75/2013, aprovou um parecer para a denominação de algumas ruas de Tondela e solicitou à Câmara Municipal a sua aprovação. Estas designações, a atribuir a ruas e lugares sem nome, também vão de encontro à vontade dos seus moradores e foram apreciadas pela Assembleia de Freguesia, sem qualquer oposição.

Entendeu o senhor presidente da câmara ignorar esta proposta, pelo que, na reunião do dia 24 de abril, os vereadores socialistas o questionaram, admitindo que teria “ideia de ter recebido qualquer coisa”, como se um email caído na sua caixa de correio eletrónico fosse lixo, mesmo sendo de uma Junta de Freguesia. Desde logo, os vereadores do PS mostraram a sua indignação pela discriminação que a CMT faz às juntas de freguesia do PS, neste e noutros casos, conforme consta das atas.

Alvitrou, bem a seu jeito, que deveria ser nomeada uma comissão, com um lamentável desconhecimento das competências do executivo e falando em nome de todos, como se comungássemos os mesmos ideais democráticos!

Apesar da explicação dos vereadores do PS, fez questão em desvalorizar essa pretensão, que só foi levada à reunião do dia 8 de maio por exigência de alteração da Ordem de Trabalhos solicitada pelos vereadores socialistas.

O senhor presidente rejeitou a discussão desta proposta, argumentando não existir um Regulamento Municipal para o efeito, o que é muito estranho; primeiro, porque nas quase 2 últimas décadas, fez parte de vários executivos, enquanto, em Tondela e por esse concelho fora, houve alterações toponímicas;  segundo, porque mesmo quando existem, desdenham-se os regulamentos, como tem acontecido, por exemplo, na atribuição arbitrária de Medalhas de Mérito, ao abrigo de um documento que ninguém sabia onde estava nem qual o seu conteúdo.

Apesar dos esforços dos vereadores do PS, anuindo a uma futura regulamentação, mas invocando a urgência de um caso particular que seria pacífico e consensual – a atribuição de nome de rua à Sociedade Filarmónica Tondelense, marcando o aniversário no dia 20 de maio – a maioria do PSD rejeitou a nossa proposta, numa demonstração clara de egoísmo partidário.

O presidente José António Jesus e os vereadores Carla Antunes, Pedro Adão, Miguel Torres e Sofia Ferreira mostraram que, acima dos tondelenses, está o interesse partidário e, acreditamos, contrariando a sua própria vontade, rejeitam ideias apenas por não serem suas. Estão mal-habituados!

Esta proposta da Junta de Freguesia vai de encontro ao desejo dos moradores que se sentem constrangidos pela designação de Rua A, B, ou C, que mais se compadece com um bairro da lata e não com uma zona de habitação e construção privilegiadas dentro da cidade de Tondela, além de distinguirem pessoas ou instituições que deram mais do seu desinteressado contributo a esta terra do que outros que ninguém sabe quem são.

Pode o senhor presidente propagandear nas redes sociais, com textos pagos por todos nós, que Tondela vai ter um Regulamento de Toponímia e de numeração de polícia, como se fosse a descoberta do século ou a versão mais recente da época pombalina, mas já vem muito tarde. Além disso, está a promover o risco de todos os habitantes do concelho serem obrigados a alterar o seu número de porta, o seu endereço portal e toda a sua documentação, pois se é necessário um regulamento, é porque considera que tudo está mal feito.

A realidade e o tempo mudaram – os vereadores do PS continuarão a defender os interesses legítimos e não fantasias para entreter os tondelenses; daremos nota de todos os vícios que se instalaram neste concelho, principalmente nos últimos 20 anos e que continuam à margem do nosso conhecimento.

Ser maioria não significa ter razão – aqueles que pensam assim, nada percebem de Democracia, mas agem com prepotência.

Contem connosco!

 

Os vereadores do Partido Socialista

 

 

 

 

 

 

 

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub