“O preocupante estado a que chegou o Hospital de Viseu”, segundo a CPC do CDS/PP

por Rua Direita | 2019.07.19 - 15:26

  1. O Centro Oncológico e as Urgências do Hospital de Viseu encontram-se actualmente numa situação caótica e de iminente ruptura. Como tem feito relativamente a quase todos os assuntos respeitantes ao Interior do país e ao nosso distrito o Governo socialista adia as soluções e continua a assobiar para o lado…. Já os partidos que suportam o Governo, PCP e BE, reclamam agora publicamente em Viseu daquilo que os próprios discretamente aprovaram em Lisboa…
  2. De acordo com o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, o serviço de Urgências do Hospital de Viseu não é sequer propriamente um serviço de urgência, é um corredor com meia dúzia de salas, que nem sequer tem organização, nem condições de trabalho para as pessoas que lá estão, nem condições para os doentes que lá acorrem.
  3. Soube-se entretanto mais uma notícia que demonstra uma vez mais a situação de abandono a que o governo socialista, apoiado por PCP e Bloco de Esquerda, confinou o nosso distrito e o Hospital de Viseu: os doentes transplantados têm de se deslocar até Coimbra para receber os medicamentos de que necessitam, porque o Hospital de Viseu não tem dinheiro para fornecer esses medicamentos que são imprescindíveis para esses doentes.
  4. O Hospital de Viseu, nos dias de hoje, apenas vai funcionando e respondendo às necessidades graças ao extraordinário trabalho ali desenvolvido pelos seus médicos, enfermeiros e demais pessoal auxiliar.
  5. Se por um lado temos que enaltecer o trabalho destes profissionais não pode o CDS Viseu deixar de, por outro lado, repudiar a manifesta incompetência e inoperância do atual Governo, bem como das forças de esquerda que o suportam, na resolução dos graves problemas que se arrastam há largos meses sem solução à vista.
  6. Diga-se ainda a este propósito que se é um facto que ainda recentemente PCP e BE criticaram publicamente o Governo Socialista por não resolver a situação do Hospital de Viseu também não é menos verdade que foram estes mesmos dois partidos políticos que aprovaram os orçamentos de desinvestimento no Interior e na saúde que permitiram que o Hospital de Viseu chegasse a tão frágil situação.
  7. Ou seja, perante o preocupante estado a que chegou o Hospital de Viseu, estas duas forças de esquerda rasgam agora as vestes em público e tecem duras críticas ao Governo no entanto, os viseenses não esquecem, que foram estes dois partidos que apoiaram o Governo e as suas políticas de desinvestimento no interior, aprovando, em Lisboa, os orçamentos que conduziram a esta lamentável situação em que se encontra o Hospital de Viseu.
  8. Podem continuar a tentar atirar areia para os olhos dos viseenses, afirmando que todo o mal existente teve origem no anterior governo PSD/CDS, no entanto, ao fim de 4 anos de governação, são hoje claros, notórios e indesmentíveis os problemas e as consequências de uma política marcada por um profundo desinvestimento no Interior e, em particular, na área da saúde.

9- O CDS Viseu exige uma rápida solução para os actuais problemas do Hospital de Viseu. Não queremos um tratamento de favor para Viseu, mas antes a urgente reposição daquilo que serão as condições minimamente aceitáveis e dignas para os profissionais e utentes deste Hospital.

Comissão Política Concelhia do CDS/PP

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub