Novo ano letivo arranca no Politécnico de Viseu

por Rua Direita | 2018.09.11 - 19:47

 

 

O Instituto Politécnico de Viseu registou um número de 800 candidatos colocados na 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES), menos 23 em relação aos 823 registados em 2017. A estes candidatos provenientes do Concurso Nacional de Acesso (CNA), acrescem os novos estudantes colocados nos regimes de reingresso, mudanças de curso, concursos especiais (locais): 546.

 

Em relação aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais, o Politécnico de Viseu teve a preferência de 423 candidatos.

Assim, globalmente, quando ainda faltam realizar as 2ª e 3ª fases do CNAES e as 2.ª fases dos Concursos Especiais e dos Regimes de mudança de par instituição/curso e reingresso, o Politécnico de Viseu assinala um total de 1769 novos estudantes no conjunto das formações oferecidas.

Constata-se ainda que o objetivo de transportar para o interior os 5% de vagas reduzidas em Lisboa e no Porto não foi conseguido. De facto, com exceção da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (+82 alunos), do Politécnico de Bragança (+63), de Tomar (+21) e de Castelo Branco (+1), todas as restantes instituições situadas no interior, universitárias e politécnicas, assistiram a uma redução do número de alunos colocados nesta fase.

Esta situação dever-se-á à excessiva restrição do acesso no CNA, em particular por via dos maus resultados verificados em Matemática, o que, a par com os igualmente tradicionalmente menos bons resultados na prova de Física e Química, voltaram a impedir o total preenchimento das áreas tecnológicas e, este ano, pela primeira vez, da área da Educação Básica.

 

 

 

 

Presidência do IPV

ipv@sc.ipv.pt

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub