MDM e Ideias Solidárias – Melhor emprego para as mulheres

por Rua Direita | 2018.03.07 - 10:11

“MDM Viseu” e “Ideias Solidárias” assinalam o dia 8 de março lembrando a importância de exigir melhor emprego para as mulheres.

O núcleo de Viseu do Movimento Democrático de Mulheres e a Associação Ideias Solidárias renovaram os seus esforços para assinalar, conjuntamente, o Dia Internacional da Mulher.

Depois de, no ano passado, terem assinalado o dia 8 de março dirigindo cartas aos viseenses para que conhecessem histórias reais e atuais de violência contra as mulheres, ambas as entidades consideraram que estaria na hora de regressar à razão de ser, à origem, deste Dia Internacional.

A génese do Dia Internacional da Mulher está vinculada à defesa do papel da Mulher no mercado de trabalho e à omissão no reconhecimento dos seus direitos, enquanto Mulheres e enquanto Pessoas, o que acontece ano após ano, década após década, apesar dos importantes papéis que desempenham na família, nas empresas e instituições e na comunidade.

As mulheres constituem, hoje, a maioria da população portuguesa. A maioria da força de trabalho das empresas no nosso distrito é assegurada por mulheres, sendo, portanto, maior o seu contributo para a organização da estrutura social. Quando não estão a fazê-lo pela via do trabalho formal, fazem-no nas suas casas, nas suas famílias e nas comunidades onde se inserem.

O que explicará, então, que, exercendo as mesmas funções, os salários das mulheres ainda sejam mais baixos do que os dos homens na maioria dos sectores económicos, ou que as suas características biológicas sejam suprimidas, ou que sejam mais suscetíveis às diversas formas que o assédio pode assumir no local de trabalho?

Ambas as associações concordam que a resposta poderá estar na errada formação de conceitos por cada um/a de nós, enquanto indivíduos com poder de decisão.

Repensar para respeitar é o que a “Ideias Solidárias” e o “MDM Viseu” propõem, lembrando sempre que o respeito parte da tomada de consciência individual sobre o que está certo e o que está errado, de forma objetiva e franca, com vista à construção de um futuro onde não mais seja necessário assinalar o Dia Internacional da Mulher.

Ao longo do dia 8, estará exposto na Rua Formosa, em Viseu, um grande violentómetro laboral produzido por ambas as associações de modo a facilitar o reconhecimento de situações de violência no local de trabalho. Nos dias seguintes, serão também distribuídos violentómetros laborais em formato individual a mulheres e homens dos concelhos de Viseu e Nelas.

O núcleo de Viseu do MDM seguirá no dia 10 de março para a Manifestação Nacional de Mulheres em Lisboa, representando o distrito de Viseu na luta por uma melhor realidade para todas as mulheres portuguesas.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub