Marco Almeida apresentou a sua candidatura à UF de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta

por Rua Direita | 2017.03.21 - 14:01

O candidato do PS a presidente da União das Freguesias de Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta, Marco Almeida, não poderia ter aspirado a melhor arranque, pois o auditório do complexo paroquial de Mangualde foi pequeno para todos quantos quiseram ouvi-lo

 As primeiras palavras de elogio ao candidato partiram precisamente do atual presidente da junta, e mandatário da candidatura, Bernardino Azevedo, “Marco Almeida é o melhor candidato, pelas suas qualidades pessoais, competência, experiência e capacidade de saber ouvir”.

João Azevedo, presidente da câmara municipal, prestou um grande tributo a Bernardino Azevedo, pelo enorme trabalho de dedicação, proximidade e competência à sua terra, à sua freguesia, não deixando, igualmente, de dizer que finalmente a câmara de Mangualde, fruto de um grande trabalho de todos ter conseguido reduzir a dívida da autarquia e estar a viver agora um tempo novo que vai permitir alavancar novos investimentos.

Não deixou igualmente de enaltecer as qualidades de trabalho e de competência do candidato Marco Almeida.

Maria Manuel Leitão Marques, que foi cabeça de lista do PS às legislativas e atualmente desempenha as funções de ministra da presidência, com quem Marco Almeida trabalhou como adjunto no seu gabinete, foi outra voz que não poupou elogios ao candidato do PS, a quem augurou os maiores êxitos e desejou um excelente trabalho em defesa das populações da sua terra.

 

No seu discurso de apresentação, Marco Almeida referiu:

 

“Caras Amigas, Caros Amigos

Permitam-me que em primeiro lugar me dirija a todos os mangualdenses que hoje, com a sua presença, muito honram esta candidatura.

No momento em que me apresento publicamente, em que publicamente iniciamos o caminho com vista à construção deste projeto, é extremamente motivador poder contar com o apoio, com o carinho e com os mais diversos contributos de tantos  e  tão diferentes mangualdenses.

Permitam-me saudar todos os meus amigos que, não sendo de Mangualde, não deixaram de querer estar presentes neste momento.

Um cumprimento particular, neste momento crucial do meu percurso, ao Dr. José Junqueiro, que sempre acreditou em mim.

Nesta saudação, não posso deixar de fazer um agradecimento muito especial à senhora professora Maria Manuel Leitão Marques,  bem como aos meus ex-colegas do seu gabinete, que tive a honra de integrar e com quem tive o privilégio de trabalhar.

Um cumprimento, ainda, aos deputados da Assembleia da República, aos presidentes de Câmara, ao Presidente da Federação de Viseu do PS e aos presidentes das estruturas concelhias.

 

Caras amigas, Caros Amigos

Quando o senhor Bernardino Azevedo, Presidente de Junta, desde 2005, me deu a honra de ser mandatário desta candidatura, as minhas responsabilidades aumentaram enormemente.

Do mesmo modo, confesso que também aumentou a já grande gratidão e admiração que nutro por este homem, que tanto tem dado à sua terra.

Sr. Bernandino, caro amigo, espero estar à sua altura e à altura do legado que deixará a Mangualde.

Caro Dr. João Azevedo, meu prezado amigo.

A forma como tem exercido o seu papel de autarca, permitiu a Mangualde sair da estagnação, do negativismo e da paralisia de mais de uma década a que esteve votada pelos anteriores executivos.

Graças à sua ação, foi possível implementar estratégias de desenvolvimento para o nosso território, que não só eliminaram as marcas lesivas herdadas do passado recente, como mais importante que isso, lançaram bases sólidas para a criação de um futuro de esperança e de crescimento para Mangualde.

O respeito que sempre demonstrou pelas Juntas de Freguesia, a autonomia de que as dotou e as responsabilidades que com elas partilhou, são o garante de excelência das relações presentes e futuras entre a CMM e a UFMMC.  

Esta candidatura está integralmente consigo, com o seu projeto e com a sua equipa.

Esta candidatura é em primeiro lugar um ato de cidadania, uma missão de um vasto número de mangualdenses ao qual destinamos todo o nosso empenhamento, dinâmica e capacidades. Sempre apoiada na participação e colaboração de todos vós.

Esta candidatura é feita pensando e centrando-me em todos os mangualdenses, sem exceção.

Por isso, a vossa mobilização e a vossa dinâmica são-lhe imprescindíveis.

Este é um projeto que pretende iniciar um novo ciclo.

Um novo ciclo que respeita e admira o anterior, dando continuidade ao que de bom foi feito, mas que não descurará a necessidade de inovar todos os dias, quer nas funções e serviços a prestar às populações, quer no relacionamento com os cidadãos.

A sociedade de hoje é diferente.

Os seus anseios vão hoje mais além do que a mera obra física, que embora necessária, já não satisfaz integralmente as suas necessidades.

Feitos caminhos, estradas, saneamento, rede eléctrica, telecomunicações, é hoje necessário mantê-los e preservá-los dando sentido e valor ao esforço e trabalho das décadas anteriores, mas não podem ser descuradas as novas realidades.

As pessoas e as suas necessidades imateriais, nas vertentes mais sociais serão prioridades determinantes

Gostaria de partilhar convosco 4 prioridades deste projeto:

·         Criar estruturas de Apoio à infância

·         Implementar estratégias para a Fixação de Jovens

·         Apoiar os Idosos

·         Introduzir novas Políticas de Comunicação e Aproximação

 

Na primeira prioridade, Apoio à infância.

É hoje claro que a dinâmica das famílias é muito diversa. A realidade laboral dos pais, obriga os poderes públicos a não ficarem indiferentes aos constrangimentos que muitas vezes as ofertas tradicionais não cobrem.

Já que falamos de Família, e sendo hoje o dia do Pai, aproveito para cumprimentar todos os pais, mas também todas mães presentes.

As juntas de freguesia, como o orgão político mais próximo do cidadão, devem ousar inovar neste campo.

Assim, procuraremos criar estruturas de apoio à infância, em períodos sazonais de carência, fora das atividades institucionais dos jardins de infância, com recrutamento de técnicos nas áreas de animação cultural, desporto e artes criativas, por forma a dar resposta a um crescimento e desenvolvimento integrado.

Estimulo à Fixação de Jovens

É hoje claro que nos territórios como o nosso, é absolutamente indispensável travar a fuga de jovens. Só assim poderemos equilibrar o envelhecimento acelerado da nossa população, a perda de atividade económica que esse envelhecimento causa e o declínio inevitável que se seguirá.

Assim, empenhar-nos-emos também em:

Implementar estratégias para a fixação de jovens com criação de uma bolsa de estágios em empresas e instituições da freguesia, sendo pioneira a própria Junta de Freguesia.

Aproveitar e dinamizar as ferramentas existentes, por exemplo programas concretos como o “EMPREENDE JÁ”, para promover uma cultura empreendedora em jovens na situação “nem-nem”, nem a estudar, nem a trabalhar, nem em formação, abrindo horizontes para o desenvolvimento de projetos que visem a constituição de empresas ou de entidades de economia social, mais tarde, geradoras de criação de postos de trabalho.  

Sem esquecermos todos os que prosseguem os seus estudos e carecem de oportunidades reais para desenvolverem o futuro na sua terra natal, numa interacção protocolada e ativa com as empresas locais, que terão retorno pontual nessa recetividade, criando e difundindo uma bolsa de oferta técnica para as empresas e instituições.

Terceiro ponto, Apoio aos Idosos

Apoiar os idosos, significa interagir com as forças da GNR no seu programa de proximidade, mas também ter apoio decorrente de protocolos, nos domínios da solidão, isolamento, manutenção física, criatividade, envelhecimento saudável e recursos de saúde, sem descurar programas tais como os de inovação social nas suas vertentes aqui contextualizadas.

Última prioridade, implementar Políticas de Comunicação e Aproximação

Introduzir novas políticas de comunicação e de aproximação é uma prioridade inevitável no presente tecnológico.

Devemos acompanhar esta realidade, através da partilha de informação, em rede, pela proximidade constante daí decorrente e pela facilitação de acesso às novas tecnologias.

Como mero exemplo, estaremos de mãos dadas com a autarquia no recém-criado projeto de Orçamento Participativo, mas queremos ir mais longe, criando uma plataforma digital para publicitação de curriculos dos jovens da nossa terra, proporcionando um interface com oferta e procura referencial e criando uma cultura fulcral de relação ativa e positiva com os jovens e as entidades empregadoras.

Mas a ação da Junta de Freguesia não se esgotará nestas prioridades. Muito mais teremos pela frente.

A União de Freguesias Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta representa um enorme potencial em todos os domínios. Não só pela sua extensão, pelas suas 21 povoações, pelos seus mais de 10.000 habitantes, mas também pela sua enorme diversidade e riqueza patrimonial e cultural, não esquecendo a sua importância económica.

Por todas as instituições sociais, culturais, desportivas e recreativas que abnegadamente levam a cabo o seu trabalho diário em prol das pessoas.

Por tudo isto, é enorme a responsabilidade a que nos propomos. A de liderar esta Freguesia nos próximos 4 anos, para uma modernização e consolidação do seu papel.

Caras e caros amigos

Não poderei deixar de falar no Partido Socialista e no apoio com que os seus militantes sempre me honraram.

Esta candidatura não excluindo a participação de cidadãos com diferentes ideologias, cujo contributo é para nós fundamental, não deixará de se rever sempre no seu ideário.

Por fim, não posso deixar de agradecer todo o apoio que a minha família me tem dado ao longo de todo o meu percurso politico e profissional, em especial à minha mulher e ao meu filho. É também para eles que o meu esforço e dedicação à causa pública se destina.

Hoje, mais do que a apresentação desta candidatura, é o início de um caminho na consolidação de um projeto mobilizador, participado e dinâmico.

Lanço-vos um desafio: mobilizem-se, participem, acreditem e, juntos, façamos desta candidatura um ato de cidadania ao serviço das pessoas, ao serviço dos mangualdenses.

Viva Mangualde!”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub