MAI corrige o DN

por Rua Direita | 2018.07.16 - 09:07

 

 

Na sequência da reportagem divulgada ontem pelo Diário de Notícias com o título “Este sítio é gerido por amadores. As fotos de um passageiro irritado”,  o Ministério da Administração Interna esclarece que a situação descrita não traduz a realidade do trabalho realizado diariamente pelo SEF no Aeroporto de Lisboa.
No domingo, 15 de julho, junto à zona das partidas, estiveram abertas, entre as 15h00 e as 17h00, entre 8 a 10 boxes de controlo de fronteira e não “Um funcionário a carimbar passaportes de fora da EU”, como refere a notícia.
Entre as 15H00 e as 17H00 de domingo partiram, do aeroporto Humberto Delgado, 13 voos não Schengen com aproximadamente 2550 passageiros. Paralelamente, chegaram 4 voos que transportaram 593 passageiros, sendo que o tempo de espera máximo registado ao dia de hoje (dados provisórios) nas partidas foi atingido às 15h50, e registou aproximadamente 30 minutos.
O SEF tem correspondido ao aumento do tráfego aéreo e ao fluxo de passageiros, e aos demais desafios com reforço de efetivo e ajustamentos aos períodos de maior movimento.  o SEF reforçou, desde o dia 1 de junho, todos os postos de fronteira aérea com um total de 69  inspetores, em resposta ao aumento do fluxo de passageiros nos aeroportos nacionais previsto para a época de verão. O Aeroporto de Lisboa recebeu 36 elementos da Carreira de Investigação e Fiscalização do SEF, o de Faro 13, o do Porto 16, o de Ponta Delgada 2 e o Funchal 2.
Com este reforço, que decorre até 30 de setembro, exercem atualmente funções no Aeroporto de Lisboa 212 inspetores do SEF afetos ao controlo de fronteira. 
Não obstante a pontual ocorrência de momentos de tempos de espera mais elevados, o SEF não poderá aceitar a generalização que a noticia traduz, no que diz respeito aos picos máximos dos tempos de espera registados no Aeroporto de Lisboa.
No primeiro semestre de 2018, o tempo médio de espera dos voos a partir de países terceiros foi de 11 minutos nas chegadas e 3 minutos nas partidas. A análise efetuada aos dados de junho, revela um tempo de espera médio de 14 minutos nas chegadas e de 4 minutos nas partidas.
No caso de cidadãos da União Europeia, os tempos de espera são ainda mais reduzidos, sobretudo aqueles que utilizam os sistemas automáticos (RAPID).

(Foto DR)

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub