Deputados do PS Viseu questionam governo sobre encerramento de balcões da CGD em Viseu e Lamego

por Rua Direita | 2018.06.26 - 11:01

 

 

Os deputados do PS eleitos pelo círculo de Viseu pediram ao Governo que indique quais os estudos apresentados que justifiquem o encerramento de três agências da Caixa Geral de Depósitos (CGD) no distrito. Os parlamentares lembram que a CGD anunciou recentemente que irá encerrar mais de sete dezenas de agências no país.

 

No distrito de Viseu, os balcões identificados são os da rua Formosa, da freguesia de Abraveses e o balcão do Desterro, em Lamego.

Lúcia Araújo Silva e José Rui Cruz sublinham que “o balcão da rua Formosa serve mais de seis mil clientes, sendo na sua maioria população idosa”. Relativamente à agência da freguesia de Abraveses, “não só serve a sua população – mais de oito mil habitantes –, como empresários da região e freguesias a norte do concelho“.

A agência do Desterro, em Lamego, “serve população maioritariamente idosa, com baixas reformas”, estando localizada próximo do Hospital de Lamego e de zonas industriais, destacam os deputados.

“Na senda do primado pela defesa do interior nas decisões estratégicas dos serviços públicos, torna-se difícil compreender esta intenção”

O encerramento destes balcões, segundo a administração do banco, decorre do plano de recuperação e restruturação aprovado pelo accionista.

Por isso, os deputados Lúcia Araújo Silva e José Rui Cruz questionaram o ministro Adjunto sobre a veracidade das notícias do encerramento das agências, “ou se, pelo contrário, estamos em presença de uma notícia especulativa e sem qualquer fundamento”.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub