BIAL – “O melhor de mim” – As pessoas com Parkinson são muito mais do que a sua doença

por Rua Direita | 2017.04.10 - 14:04

BIAL lança uma campanha internacional no âmbito do Dia Mundial do Parkinson que se assinala a 11 de abril

“O melhor de mim”: As pessoas com Parkinson são muito mais do que a sua doença

 

A BIAL vai lançar uma campanha a nível internacional no âmbito do Dia Mundial do Parkinson, com o objetivo de inspirar e de homenagear as pessoas com Parkinson. Um grupo de pessoas com Parkinson mostra em vídeo como diariamente consegue superar as limitações e desafios da doença.

Imagine a sensação de não conseguir controlar os seus movimentos. O seu cérebro continua a dizer-lhe o que fazer, mas as suas pernas, os seus braços ou as suas mãos não lhe obedecem em situações tão simples como abotoar uma camisa ou os atacadores dos sapatos, ou mesmo pegar numa escova de dentes.
Esta é a sensação que as pessoas que vivem com Parkinson têm que enfrentar todos os dias. Um verdadeiro desafio para os mais de dez milhões de pessoas que vivem com Parkinson em todo o mundo. Sendo uma doença neuro-degenerativa progressiva, o Parkinson é para os doentes muito mais do que uma doença do movimento, representando a perda da sua independência.

 

No entanto, a doença não define os pacientes e BIAL convidou um grupo de pessoas com Parkinson para protagonizar um vídeo onde mostram o seu melhor, focando-se no que são capazes e conseguem fazer. No vídeo, ao som de uma música alegre, cuja letra foi especialmente escrita para dar voz a esta campanha, este grupo de pessoas com Parkinson surge a realizar pequenas ações do dia-a-dia, como abotoar uma camisa ou apertar os atacadores, assim como a dançar ou dedilhar as cordas de uma guitarra.

 

António Portela, CEO da BIAL, explica o tom positivo da campanha: “O Parkinson pode, efetivamente, mudar a vida das pessoas e das suas famílias, mas é muito importante que estas não percam a sua autoestima. Por esse motivo, quisemos contrariar o retrato negativo da doença e mostrar que apesar do Parkinson estas pessoas são capazes de se superar todos os dias. Esperamos assim conseguir inspirar e homenagear os milhões de pessoas que vivem com Parkinson. O nosso objetivo é fazer a diferença na vida destas pessoas, ainda que seja através de um pequeno passo de cada vez”.

 

A campanha será lançada oficialmente em abril, no âmbito do Dia Mundial do Parkinson, que se celebra a 11 de abril, e será promovida no site e redes sociais da BIAL e nas redes sociais da EPDA (Associação Europeia da Doença de Parkinson).

 

 

 

Sobre a Doença de Parkinson

A doença de Parkinson é uma doença neuro-degenerativa, crónica e progressiva, caraterizada pela perda de neurónios na substância negra, a área do cérebro onde a dopamina é produzida. A evidência epidemiológica aponta para uma complexa interação entre a vulnerabilidade genética e fatores ambientais. As manifestações clínicas surgem, frequentemente, depois dos 50 anos (a idade média de diagnóstico da patologia é, aproximadamente, aos 60 anos). A prevalência da doença está estimada em 300 por cada 100.000 habitantes, aumentando para 1 em 100 na faixa etária entre os 55 e os 60 anos. A Associação Europeia da Doença de Parkinson (EPDA) estima que cerca de 1,2 milhões de pessoas sofram da patologia na União Europeia, das quais 22 mil são portuguesas.

O diagnóstico da doença de Parkinson é baseado na observação clínica e pode ser realizado em doentes que apresentem dois de três sintomas principais ou cardinais: tremor em repouso, rigidez muscular e bradicinésia. Outros sintomas frequentes são a instabilidade postural, redução da expressão facial e do pestanejar e postura inclinada. A doença incapacita progressivamente os pacientes, que veem a sua vida e as atividades quotidianas prejudicadas.

 

Sobre BIAL

Fundada em 1924, BIAL tem como missão desenvolver, encontrar e fornecer novas soluções terapêuticas na área da Saúde. Nas últimas décadas, as linhas estratégicas da empresa estão centradas na Qualidade, na Inovação e na Internacionalização. BIAL tem canalizado mais de 20% da sua faturação anual para a I&D nas neurociências e no sistema cardiovascular. Em 2009, BIAL lançou o Zebinix® (acetato de eslicarbazepina) para o tratamento da epilepsia, em parceria com a Eisai na Europa. Nos Estados Unidos da América foi lançado em 2014 com a marca Aptiom® em parceria com a Sunovion. Em finais de 2016, BIAL lançou o Ongentys® (opicapona) para a Doença de Parkinson. Este medicamento está já disponível na Alemanha e no Reino Unido e durante 2017 será introduzido nos restantes países europeus. BIAL tem vindo a reforçar a sua presença internacional – que representa atualmente cerca de dois terços das suas vendas –, vertente que quer fortalecer através dos seus medicamentos inovadores nomeadamente nos mercados farmacêuticos europeus de maior relevância, caso de Espanha, Alemanha, Reino Unido e Itália, onde a empresa está presente com filiais próprias.

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub