BE na Assembleia Municipal de Viseu

por Rua Direita | 2018.02.28 - 19:36

Na última Assembleia Municipal de Viseu, o Bloco de Esquerda apresentou as seguintes moções e recomendações, aqui, em síntese, pela voz da deputada Catarina Vieira:

 

Moção pelo Fim da Garraiada na ESAV

A proposta foi recusada, com 6 votos favoráveis, 15 abstenções e 30 votos contra.
É um resultado que não nos satisfaz, mas que mostra abertura por parte de membros de outros partidos para esta causa sobre o bem estar animal. “O nível civilizacional de uma sociedade mede-se pela forma como trata os animais.” Gandhi
Lembramos que existe uma petição que já conta com mais de 1500 subscritores.

Moção sobre os CTT

Esta moção é baseado num documento aprovado em Viseu, no Congresso Nacional da ANAFRE. Na AM de Viseu não houve coragem para aprovar esta moção que expressa indignação pela continua degradação do serviço de correio dos CTT.

Recomendação Precários da Autarquia

Entregue documento sobre o processo extraordinário de regularização de todos os vínculos precários nas autarquias que recomenda que o Município de Viseu divulgue os dados detalhados relativos à existência de vínculos precários bem como execute um programa de regularização desses vínculos.

Recomendação Habitação Digna

Recomenda ao executivo que faça o levantamento dos problemas existentes, que avance para um programa de requalificação dos bairros sociais e que complemente esse programa com espaços verdes e equipamentos lúdicos e de uso colectivo.

Informações do presidente

Intervenção da deputada do BE, Catarina Vieira, aborda várias temáticas, entre elas:

– Falta de resposta a centena de moradores do Bairro de Gumirães, da Rua das Lameiras e da Quinta das Lameiras que solicitaram informação sobre o suporte legal que sustentou a plantação de eucaliptos junto às suas habitações;

– IP3, onde reafirmamos (pois é uma luta antiga, tendo já sido aprovada por unanimidade, nesta mesma assembleia, a moção do BE em 2016) a necessária requalificação urgente sem portagens e sem favorecer negócios privados e PPP rodoviárias ruinosas;

– Ambiente, propondo dar importância aos pequenos ‘pormenores’ monitorizando a qualidade do ar e dos recursos hídricos, construir a base de dados dos fenómenos, fazer campanhas de consciencialização e envolvimento da comunidade;

– Água, propondo optimizar o armazenamento e as captações alternativas de água e promover a redução do consumo de água por parte quer do município quer do munícipe;

– Saneamento, congratula-se pela celeridade com que o executivo anunciou ir responder às reivindicações da junta de freguesia de Barreiros e Cepões relativamente ao elevado défice na cobertura da rede de saneamento, conforme intervenção do BE na AM anterior.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub