BE DENUNCIA CANIL ILEGAL EM RESENDE

por Rua Direita | 2018.07.20 - 17:08

 

“Em Resende, a autarquia detém um canil ilegal com condições miseráveis para os animais que ali habitam; ainda não temos conhecimento de há quanto tempo este “barracão” existe.
Não obedece a qualquer norma legal dos Centros Oficiais de Recolha (CRO), previstas na Portaria n.º 146/2017.
É um canil não licenciado, sem quaisquer condições de vida.


O canil situa-se imediatamente ao lado do Matadouro Municipal de Resende, debaixo do nível da estrada, não muito longe do centro da vila, mas escondido da visão da sociedade.
O canil só tem uma única boxe onde estão mais de 5 ou 6 animais, um autêntico “barracão”, com rede à volta e chapa de zinco.
Todos os animais recolhidos das ruas são despejados para lá sem qualquer tipo de acompanhamento ou tratamento veterinário. Desconhecemos também qual é o futuro da maioria dos animais que ali se encontram, os desaparecimentos dos animais são contínuos.
Salientamos o facto de estarem todos os animais juntos, macho e fêmeas, pequenos e grandes, crias e adultos, doentes e saudáveis.
Vivem em condições degradantes, para além de não existir um local de divulgação dos animais, nem um horário de funcionamento público nem sequer uma placa que sinalize o canil.
Reforçamos que estes animais estão sem quaisquer condições de higiene, sem qualquer ordenamento na hora da alimentação e até vivem em cima dos seus próprios excrementos.

Conhecemos situações de pessoas que se digiram várias vezes para tentar adoptar um animal e encontraram sempre uma enorme dificuldade. Também temos o conhecimento que já existem duas queixas dirigidas ao SEPNA sobre o canil de Resende por alegados maus tratos.

Nem falamos do incumprimento da Lei 27/2016 porque face a este situação consideramos que deve ficar em segundo plano, devido à urgência e gravidade do problema.
As denúncias de casos de crueldade e omissão de cuidados, quer sejam de autoria de particulares, quer de instituições do Estado – como são os canis municipais – aumentam de uma forma gritante.

O Grupo de Trabalho do distrito de Viseu para os Direitos dos Animais do Bloco de Esquerda repudia tais actos e procedimentos e defende que sejam apuradas responsabilidades. Entendemos que se deve rapidamente apurar responsabilidades, efectuando-se um inquérito por parte do Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR, de forma a levar perante a justiça todos os abusos até então praticados.
O BE vai também querer saber perante as autoridades competentes, nomeadamente a Câmara Municipal de Resende, que dirige as instalações do canil, que medidas já estão ou não a ser tomadas para acabar com estes casos de maus-tratos aos animais.
Exigimos que os animais sejam desde já transferidos para um canil municipal com condições dignas ou dados para adopção e que sejam avaliados por um veterinário dada a gravidade da situação.
Aguardamos resposta ao pedido de reunião que dirigimos à autarquia no passado dia 11 de Julho.

O Grupo de Trabalho do distrito de Viseu para os Direitos dos Animais do Bloco de Esquerda

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub