As semelhanças de Fernando Ruas e Almeida Henriques no setor de urbanismo da Câmara Municipal de Viseu. “ O fermento dos fariseus”

por Rua Direita | 2019.09.11 - 09:03

Recentemente o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, em declarações a um órgão de comunicação social local, “atirou uma pedrada”  no setor de urbanismo da CM de Viseu ao afirmar que este setor envergonha e dá má imagem à autarquia.”

A concelhia do Partido Socialista lamenta que o PSD Viseu, que  governa a Câmara Municipal há 30 anos, só agora tenha assumido as dificuldades de resposta do departamento de urbanismo.

Foram precisos 24 anos de governação da CMV  presididos por  Fernando Ruas e mais 6 anos do atual Presidente Almeida Henriques,  para finalmente, e, apesar dos alertas feitos, ao longo dos anos, pelos eleitos do Partido Socialista, tomarem consciência da gravidade e  prometerem,  uma vez mais, uma revolução para o setor do urbanismo.

O Presidente Almeida Henriques e a sua maioria, chegam  finalmente a uma conclusão, que é,  há vários anos,  conhecida pela generalidade dos viseenses. Assim sendo, é caso para dizer que mais vale tarde do que nunca, esperemos.

Contudo, a concelhia do PS Viseu não deixa de considerar surpreendente que, este anúncio, venha a público, após a maioria do PSD ter atribuído um prémio”, pelos bons serviços prestados,  a quem os executivos  do PSD, na CMV, nomearam ao longo de todos estes anos, como responsável máximo do urbanismo, mas que, segundo as palavras de Almeida Henriques, enganaram-se.

Será hipocrisia política ou falta de memória?

Qual a verdadeira razão deste “linchamento público”?

Ao longo de seis anos de mandato, na autarquia de Viseu, Almeida Henriques só agora teve conhecimento do setor do urbanismo?

O que faltou na organização deste setor?

Um cidadão mais atento percebe que ao longo destes anos nunca existiu um departamento para a prática do urbanismo  e do planeamento urbano, confundindo-se  com um departamento de obras particulares.

A concelhia do PS Viseu entende que as transformações anunciadas, por si só,  não vão resolver o problema da eficácia dos serviços, é preciso também atuar na remodelação dos serviços administrativos associados ao urbanismo.

 A concelhia do PS Viseu aguarda a eficácia das alterações apresentadas, para que não se faça jus ao “fermento dos fariseus”.

A Presidente da  Concelhia do PS Viseu

Lúcia Araújo Silva

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub