Almeida Henriques chuta para canto a proposta do PS de realizar a Feira do Livro em Viseu

por Rua Direita | 2018.05.30 - 23:01

Os vereadores do Partido Socialista apresentarem em reunião camarária, conforme aqui noticiámos, a proposta de reactivação da Feira do Livro, no Parque Aquilino Ribeiro.

 

Consideraram na sua proposta que “as feiras do livro são dos eventos mais significativos da vida cultural das cidades. Inserem-se nos domínios da promoção do livro e da leitura, do diálogo entre autores e diversos públicos, conjugando os sectores editorial e livreiro numa intervenção de carácter educativo e de entretenimento. De um modo inovador, a proposta do PS apresentava diversas ações nestas vertentes, propondo a realização de programações alternativas paralelas, incluindo a criação de um roteiro de escritores que têm ligação a Viseu, convidando os viseenses a “viajar” pelo Parque Aquilino Ribeiro – lugar de excelência e “de sempre” deste evento – e, ao mesmo tempo, pela história e pelas histórias dos “nossos” escritores.”

Almeida Henriques “considerou não haver agora um grande interesse dos agentes do sector, como, ao que disse, constatou nas duas edições realizadas no início do seu mandato. Por outro lado, diversas iniciativas de leitura nas escolas básicas e na Biblioteca Municipal e, sobretudo, o evento ‘Tinto no Branco – Festival Literário de Viseu’, com uma projecção nacional crescente, mais adaptados ao tempo que vivemos, são, para ele, suficientes para cobrir os principais objectivos de uma feira do livro.”

 

Vereadores do PS querem Feira do Livro em Viseu

 

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub