Alguém anda a mentir sobre o funcionamento da TAC no Hospital de Proximidade de Lamego

por Rua Direita | 2018.05.14 - 20:36

 

 

O espanto e a indignação são os sentimentos que acompanham os utentes do Hospital de Proximidade de Lamego, quando são transportados ou direcionados para Vila Real para “fazer” uma TAC.

Depois de infindáveis meses à espera que se cumprisse a promessa política da instalação da TAC no Hospital de Lamego, as populações do concelho, e não só, assistiram no dia 27 de Abril à inauguração do equipamento com pompa e circunstância, com a presença da Secretária de Estado da Saúde, Rosa Valente de Matos, o executivo municipal e a direção do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Não obstante, o ato carregado de simbolismo não passou de isso mesmo, um ato simbólico. Os mais de 3500 utentes que por ano se deslocam a Vila Real por não haver TAC em Lamego terão, para já, que continuar a sair de Lamego para realizar o exame. A TAC continua inoperável e a situação prende-se com o facto de ainda ter sido feita a formação necessária dos técnicos existentes e/ou a contratação de técnicos suficientes para a definição de escalas que mantenham a TAC operável.

É ainda de lamentar que a informação e sobretudo a verdade não impere nos mecanismos hierárquicos do SNS. Em resposta à pergunta colocada pelo Grupo Parlamentar do PCP ao ministro da Saúde, no final de Fevereiro sobre a inoperabilidade da TAC em Lamego, a resposta que chegou no início de Março, afirma que, consultada a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte) o equipamento à data já se encontrava em funcionamento.

Alguém mentiu e o Senhor Ministro, mesmo que inadvertidamente, assumiu essa mentira, esperando que não se achasse que Lisboa seria o distante suficiente de Lamego ou de qualquer outra localidade para que não sejam denunciadas as injustiças que acossam o interior.

A verdade é uma só: A TAC não estava em funcionamento em Março, quando respondeu o Ministro da Saúde ao Grupo Parlamentar do PCP, não estava em funcionamento em Abril quando foi “inaugurada” pela Secretária de Estado da Saúde e sobretudo não está em funcionamento no presente mês de Maio.

Alguém anda a mentir sobre o funcionamento da TAC no Hospital de Proximidade de Lamego, com evidente prejuízo para as populações e o prestígio e função constitucional do Serviço Nacional de Saúde.

 

 

A Comissão Inter-concelhia Lamego Tarouca do PCP

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub