AAIPV recebida na Câmara Municipal de Lamego

por Paulo Neto | 2018.06.28 - 09:16

 

 

A reunião entre Ângelo Moura, presidente da Câmara Municipal de Lamego (CML), e Mauro Pinto, homólogo da Associação Académica do Instituto Politécnico de Viseu (AAIPV), ocorreu no âmbito da política de abertura à comunidade e relacionamento institucional, parte da AAIPV. O encontro teve lugar esta segunda feira, 27 de Junho.

 

As propostas apresentadas por Mauro Pinto centraram-se numa colaboração mais eficiente entre a AAIPV, a Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego (AEESTGL) e o município de Lamego. Nesse sentido, o dirigente associativo apresentou o projeto “Lamego ES+”, um programa de estágios e emprego “onde o município de Lamego acolheria estagiários de todos os cursos da ESTGL, lançando o mote e compromisso às empresas da região, independentemente de serem estágios curriculares ou não, remunerados ou não”, esclarece.

À imagem do que se faz na cidade de Viseu, o presidente da AAIPV sugeriu que a CML deveria desempenhar um papel mais relevante na fase inicial do percurso académico dos estudantes. Para isso, Mauro Pinto apontou para a criação de uma receção institucional num espaço simbólico da cidade “de forma a demonstrar que a Câmara Municipal de Lamego está com os estudantes. O evento seria complementado com atividades levadas a cabo pela AEESTGL”, afirma.

Tal como a fase inicial, a fase posterior ao término do curso nem sempre é fácil para os estudantes e esse foi outro tópico abordado por Mauro Pinto. O representante da AAIPV manifestou a importância de um programa de apoio e incentivo ao arrendamento jovem, para jovens licenciados que queiram iniciar a sua vida profissional na cidade. “Esta era uma forma de conseguir cativar os jovens a ficarem em Lamego, pois sem apoios ao nível de arrendamento é praticamente impossível fazerem face às despesas do dia a dia pois os salários em início de carreira ainda estão muito aquém do que um jovem necessita para se emancipar”, indica.

Para além disto, o dirigente associativo propôs ainda a criação do Conselho Municipal da Juventude e a representação da AEESTGL no Conselho Municipal da Educação, de forma “a garantir que os estudantes da ESTGL/IPV estejam devidamente representados nestes dois órgãos”, declara.

Ângelo Moura acolheu com agrado as medidas propostas e reconheceu a importância que os estudantes trazem para a cidade. O chefe do executivo da CML assumiu o compromisso de oferecer todo o apoio possível e colaboração com os estudantes nas propostas apresentadas, mas sempre tendo em conta as dificuldades financeiras que o município atravessa.

A ação social foi outro tema que Mauro Pinto demonstrou particular interesse, tendo sugerido a realização de uma caminhada ou evento desportivo solidário, para além de um evento no Teatro Ribeiro Conceição. “Estas atividades vão de encontro aquilo a que esta direção de propôs desde o início, ou seja, da criação do Fundo de Apoio do Estudante, cujo objetivo é criar protocolos com uma associação do concelho para receber os bens e donativos, que posteriormente fica incumbida de supervisionar as situações dessas pessoas de forma a garantir toda a ajuda necessária aos estudantes e/ou comunidade”, explica.

Para além dos presidentes da CML e da AAIPV, estiveram presentes na reunião Ricardo Nóbrega e Bruno Gomes, representantes da AEESTGL, para além de Marisabel Moutela, deputada do governo do Partido Socialista, e Luís Soares, presidente nacional da Associação Nacional de Jovens Autarcas Socialistas.

 

Dentro dos mesmos moldes, a AAIPV também já solicitou o agendamento de uma reunião com o presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, tal como com os responsáveis de empresas e instituições sediadas nas cidades de Viseu e Lamego.

 

João Miguel Carvalho – Comunicação AAIPV