A castanha de Sernancelhe fez furor no Chiado

por Paulo Neto | 2017.10.25 - 22:19

 

Decorreu ontem, dia 24 de Outubro, na Praça Luís de Camões, ao Chiado, em Lisboa o pré-lançamento da Festa da Castanha que decorrerá em Sernancelhe nos próximos dias 27, 28 e 29 de Outubro.

 

Desceram à capital 80 pessoas, para apresentar a castanha martaínha aos lisboetas. De entre elas, os elementos do Rancho Folclórico da Terra da Castanha, os bombos e as concertinas, os alunos de gastronomia e turismo da ESPROSER, Escola Profissional de Sernancelhe, confrades da Confraria da Castanha Soutos da Lapa, Associação Comercial e Industrial de Sernancelhe, produtores de castanhas da Frusantos, Soutos da Vila e autarcas.

 

Numa tenda de 120 m2 mesmo defronte à estátua de Camões passaram durante todo o dia milhares de visitantes, nacionais e estrangeiros. Acorreram muitos beirões residentes na capital e amigos de Sernancelhe como o deputado Lima Costa, Francisco Lopes, Aquilino Machado, Paulo Costa, José Massuça, etc.

Com happy hours, show-cookings, espumante Terras do Demo, assadores de castanha pela praça fora, muita atoarda do Grupo de Bombos Cucos Malandros e das Concertinas Terra da Castanha, deram o mote e o chamariz para despertar a atenção. Depois foi ver a curiosidade ultrapassar alguma timidez e chegarem a fazer-se grandes filas para o cartucho da castanha e o copo de vinho regional. Esta animação, com principal incidência da parte da tarde, durou até às 19H00, com actuações várias do Rancho Folclórico. Os milhares de visitantes e o seu contentamento deram garantias ao sucesso. No final, os meninos das escolas do pré-primário e do ensino primário foram, com suas educadoras, receber o seu cartuchinho de castanhas.

 

Esta iniciativa contou com o apoio da Junta de Freguesia da Misericórdia, que se fez representar pela sua presidente, foi uma acção da autarquia Sernancelhense que esteve representada pelo seu presidente, Carlos Silva Santiago, pelos vereadores Armando Mateus e Hélder Lopes e pelo presidente da Junta do Carregal, terra de Aquilino, Vítor Rebelo e foi parcialmente operacionalizada pela empresa TerraProjectos, a actuar na área do agro-alimentar.

Foram consumidas várias centenas de quilos de castanha. E quem a provou garantiu: “É excelente…!”

Tarde se chegou a casa. Ao cansaço juntou-se a alegria da boa embaixada feita e da constatação do êxito granjeado.

Sernancelhe continua a ser uma autarquia com iniciativas que se vêem… !