Vandalização dos outdoors do PS Tondela

por Rua Direita | 2017.09.16 - 15:43

PARTIDO SOCIALISTA TONDELA

Candidatura Autárquica 2017

 

 

Pela segunda vez, no período de pré-campanha eleitoral para as eleições autárquicas do próximo dia 1 de outubro, foram vandalizadas estruturas da campanha do Partido Socialista.

A primeira, em junho, foi um outdoor do PS, em que alguém que não consegue conviver num estado democrático, recortou, com visíveis requintes de malvadez, a foto do candidato à presidência da câmara municipal de Tondela, que se encontrava na rotunda da Seixosa.

A segunda, aconteceu na noite de 15 para 16 de setembro, em Tondela, antes das 2 horas da madrugada.

Desta vez, apanhados em flagrante, os suspeitos foram denunciados, por pessoas ligadas à candidatura e detidos pela GNR para identificação.

Foram três jovens e, como declararam, estudantes na Escola Secundária de Tondela, com idades de 14, 15 e 17 anos, sendo os dois primeiros de nacionalidade portuguesa e o terceiro de nacionalidade angolana.

Se dois são, pela sua juventude, inimputáveis, o terceiro terá de prestar contas à justiça.

Trata-se de uma violação grave, punível com pena de prisão, ao abrigo  do n.º 1 do Artigo 175º da lei Orgânica n.º 1/2001, de 14 de agosto.

Estamos em crer que, em ambos os casos, as motivações foram diferentes, mas também acreditamos que, face a inépcia da entidades, porque estes não são, infelizmente, casos únicos no nosso concelho, os jovens poderão ter ficado com a noção que estes atos são normais, precisamente pela impunidade que tem protegido, até agora, os verdadeiros criminosos autores dos atos anteriores.

E agora, a quem atribuir culpas?

Sem querer acusar alguém, as entidades a quem foi feita a denúncia do ocorrido em junho, poucas horas depois do sucedido (DIAP de Viseu e PJ Coimbra), não entenderam a urgência da denúncia e não fosse a notificação da Comissão Nacional de Eleições, provavelmente teriam, pura e simplesmente, ignorado o assunto. Quando vieram a terreno, já era tarde, mesmo recorrendo a eventuais meios científicos, para identificar os criminosos.

É caso para dizer que, pela passividade de todos, estes casos passam a ser encarados como normais, quando a Lei prevê, precisamente o contrário.

Passamos a palavra às entidades competentes.

A candidatura do Partido Socialista de Tondela, em 16 de setembro de 2017

 

(foto RD)

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub