Viseu Marca: para quando a apresentação das contas?

por Carlos Cunha | 2018.11.05 - 07:46

 

Um grupo de cidadãos viseenses organizou uma petição pública para que sejam divulgadas as contas da Viseu Marca referentes aos anos de 2016/ 2017.

 

A Viseu Marca foi criada em 2016, substituindo a extinta Expovis. Tem um capital social de 2 milhões de euros e tem como associados a Câmara Municipal de Viseu e a AIRV. A Câmara detém 48% deste capital, não lhe cabendo a posição maioritária.

A Viseu Marca é uma organização de marketing territorial, de promoção e organização de eventos, sendo o principal a organização da Feira de S. Mateus. Para além disso, é ainda responsável pelos três eventos de enoturismo do Município: Festival Tinto no Branco, Tons da Primavera e Festa das Vindimas.

Apesar do sucesso dos eventos, as contas desta associação têm permanecido um assunto confidencial, tal tem sido a resistência na sua divulgação por parte da autarquia viseense.

A revelação das contas surge assim como um assunto maçador, no qual a oposição insiste, sendo agora acompanhada nesta vontade por um grupo de viseenses que organizou uma petição pública.

Ignorar os sucessivos apelos ou empurrá-los para a frente com a barriga, começa a causar algum desgaste, que poderia ser perfeitamente evitável para quem dirige os destinos da autarquia viseense. A apresentação pública de contas, ainda que legalmente não seja exigível, é, sob o ponto de vista ético, fundamental, uma vez que o Município de Viseu detém 960 mil euros do capital social da Viseu Marca.

Para além disso, ao tornar públicos os resultados haverá uma maior credibilização de quem organiza os principais eventos, por isso, seria bom que este assunto não fosse protelado por muito mais tempo.

 

(Foto DR)

Carlos Cunha é militante do CDS-PP de Viseu e deputado na Assembleia Municipal. Licenciado em Português/Francês pela Escola Superior de Educação de Viseu concluiu, em 2002, a sua Pós Graduação em Educação Especial no pólo de Viseu da Universidade Católica Portuguesa.

Pub