Viseu – Inauguração do Parque Canino

por Carlos Cunha | 2019.10.17 - 17:53

Está para breve a inauguração do Parque Canino junto ao rio Pavia.

Nada contra, por isso, parabéns ao Executivo Municipal ainda que esta não possa ser considerada uma obra prioritária. No entanto, temos de enaltecer a coerência do Executivo Municipal, pois, tanto para os humanos, como para os canídeos viseenses a diversão vem sempre primeiro.

Falando agora mais a sério, a utilização deste equipamento deve estar sujeita a um regulamento, pois, todos sabemos que há várias raças de cães consideradas potencialmente perigosas, as quais têm de andar na via pública açaimadas e com trela curta.

O regulamento e a vigilância do espaço são, a meu ver indispensáveis e o garante principal da manutenção da segurança de todos os utilizadores do Parque Canino.

Quanto à limpeza e asseio do espaço, quero acreditar que todos os donos dos cães saberão zelar pela mesma, dando mostras de educação cívica.

Por outro lado, não deixa de ser algo irónico que este Executivo Municipal tenha mandado construir duas casas de banho públicas para cães no Parque Aquilino Ribeiro e no Parque da Radial de Santiago e não se tenha lembrado de construir outra no quase a inaugurado Parque Canino do Rio Pavia, talvez adreguem que bichos prefiram antes levantar a pata junto a um arbusto para se aliviarem.

O quase pronto Parque Canino não é obra prioritária, porém, segundo quem sabe do assunto, prioridade seria a construção de um Centro de Recolha Oficial e também de um crematório para cães, pois, são empresas de fora do Concelho e do Distrito de Viseu quem se encarrega do transporte e cremação dos cadáveres caninos, trabalho que não sai nada barato e que poderia criar alguns postos de trabalho e gerar riqueza numa qualquer freguesia do nosso concelho.

Carlos Cunha

Carlos Cunha é militante do CDS-PP de Viseu e deputado na Assembleia Municipal. Licenciado em Português/Francês pela Escola Superior de Educação de Viseu concluiu, em 2002, a sua Pós Graduação em Educação Especial no pólo de Viseu da Universidade Católica Portuguesa.

Pub