Vai seca a albufeira da Barragem de Fagilde

por PN | 2019.12.29 - 15:03

Há coisas difíceis de entender embora aceitemos que possam ter clara explicação técnica.

A Barragem de Fagilde que abastece de água de consumo os concelhos de Viseu, Mangualde, Nelas e Penalva do Castelo vai com as suas cotas em valores anormais e com o consequente volume de água armazenada muito baixo.

Não obstante, nos últimos meses choveu anormalmente, com um índice pluviométrico elevado. Olhando para a albufeira, locais há onde se vê o leito do rio. Situação comparável ao período mais extremo do estio de 2018.

O que aconteceu então? A ser agora assim, o que será no pico do Verão? A quem interessa esta situação catastrófica?

Quem cuida deste problema do abastecimento de água aos referidos concelhos e é por tal responsável?

E as condutas que rebentaram há meia dúzia de dias? Por falta de manutenção ou apenas devido ao caudal hídrico anormalmente forte? Independentemente de tal caudal, há hoje capacidade de fazer previsões credíveis e, daí, a profilaxia de certas ocorrências. Porque não foi feita? O que falhou?

Hoje, dia 29 de Dezembro, a barragem de Fagilde vai seca. Os resíduos acumulados a seu montante são inúmeros, criando uma calda espessa e nauseabunda…

Quando pensamos que dali sairá a água potável para consumo de quatro concelhos, num total estimado de 130 mil utentes, não conseguimos evitar um repelente sentimento de aversão.

Os SMAS têm alguma coisa a ver com esta situação?

Paulo Neto