Urbanidade e civismo em Viseu?

por PN | 2018.03.19 - 10:53

 

 

Se a urbanidade é o conjunto de formalidades e procedimentos que demonstram boas maneiras e respeito entre os cidadãos, afabilidade, respeito civilidade e cortesia, o civismo é a dedicação e fidelidade ao interesse público.

Sem sair de um raio de 100 metros da minha residência, com um mero telemóvel na mão, é corrente deparar com situações destas…

Não as comento. Deixo ao leitor a sua apreciação e a caracterização da postura de quem pratica estes estacionamentos.

De estacionamentos análogos, decorrem situações como esta, no mesmo parque, onde as caixas de rega, há muito trituradas por automobilistas todo o terreno, estão há meses a perder água.

A água que agora não falta, felizmente, mas tanta tinta fez correr nos meses do final de 2017 e tanto empertigou mediaticamente o autarca viseense, sempre à espera de justificação para dar um cento de entrevistas e, assim, poder projectar-se mediaticamente para tudo que é microfone ou camara.

Aliado à falta de urbanidade dos utentes, a falta de civismo da autarquia evidencia-se também por toda a parte e nas mais pequenas coisas, como reparações que não são feitas, lixo que não é limpo e obras que ficam por concluir, num Deus-dará negligente, cada vez a provar mais que esta malta é só adjectiva e muito pouco substantiva.

Se gabamos a intervenção para facilitar a vida a pessoas com mobilidade reduzida, reprovamos as ratoeiras deixadas por incúria e falta de brio no local.

 

Talvez daí, como efeito desta e doutras causas, a falta de urbanidade de certos automobilistas, esteja em perfeita harmonia, com o agir da autarquia.