Prova de fogo para o PSD na próxima Assembleia Municipal

por Carlos Cunha | 2019.11.06 - 22:40

As reuniões da Assembleia Municipal de Viseu caracterizam-se por serem longas e monótonas maratonas, com excesso de pimenta no período que antecede a ordem do dia, que com o exagerado prolongar das sessões se vai diluindo

Estas reuniões, por norma têm pouco ou nenhum interesse mediático, talvez porque o guião é há muito conhecido, não havendo, por isso, grandes novidades.

Há muito que o PSD maioritário arreia forte na oposição. Não admira, porque há muitos anos que são incontestavelmente em maior número. Por norma, os eleitos do PSD, sejam Deputados Municipais ou Presidentes de Junta, apoiam entusiasticamente as posições e tomadas de decisão do Presidente de Câmara.

Acontece que foi dado a conhecer esta semana pelo Diário de Viseu, jornal que escreve quase todos os dias de forma positiva sobre a autarquia, um facto novo: pela primeira vez em muitos anos de mandato PSD as contas da autarquia apresentam uma clara tendência de desequilíbrio.

Fernando Ruas, quando saiu da presidência da Câmara viseense, deixou, em 2013, o cofre bem aforrado com um saldo positivo de 25 milhões de euros, o que deu à governação de Almeida Henriques grande conforto. No entanto, passaram seis anos que Almeida Henriques assumiu os destinos da autarquia e as contas deixaram de ter folga para entrarem num terreno perigoso.

O orçamento para 2020 será por estes dias apresentado à Assembleia Municipal que terá de o votar. Face aos dados agora vindos a lume é muito pouco ou mesmo nada crível que a oposição se abstenha, pelo que muito menos votará favoravelmente um orçamento que, segundo a imprensa local, ascenderá a cerca de 100 milhões de euros.

A grande questão que se coloca na próxima Assembleia Municipal é saber se o PSD continuará a confiar e a apoiar cegamente Almeida Henriques e o seu Executivo ou se colocará entraves à aprovação do orçamento? A acontecer será inédito, mas as circunstâncias que suportam as contas também parecem ter mudado!

Carlos Cunha

Carlos Cunha é militante do CDS-PP de Viseu e deputado na Assembleia Municipal. Licenciado em Português/Francês pela Escola Superior de Educação de Viseu concluiu, em 2002, a sua Pós Graduação em Educação Especial no pólo de Viseu da Universidade Católica Portuguesa.

Pub