O que se passa na Misericórdia de Viseu?

por Paulo Neto | 2017.03.19 - 12:14

 

Segundo a RTP, no seu programa “Sexta às 9”, estranhos casos se têm passado na Misericórdia de Viseu, cuja obra e passado não merecem esta fama e este ónus que impende sobre o seu provedor e demais mesários com responsabilidade na boa e “misericordiosa” gestão desta instituição secular.

Maus tratos continuados” em crianças, segundo a RTP, exigem uma profunda e isenta inspeção dos serviços da Segurança Social de Viseu – estamos certos que Telmo Antunes irá desencadear de imediato essa operação de fiscalização, auditoria e total apuramento de verdade – até e porque esta IPSS, bem como centenas de outras por esse país fora, recebem avultadas quantias, no fundo, pagas por todos os contribuintes.

No caso em concreto, trata-se de crianças que ficaram sem pais ou de crianças que foram retiradas aos pais por vários motivos: incapacidade provada de os terem à sua guarda, violência, maus tratos, etc.

Ora, se ficar inequivocamente provado que esta instituição, além de receber 200 mil euros do erário público para acarinhar, educar e bem tratar as indefesas e fragilizadas crianças à sua guarda, afinal não passa nos actos de uma extensão dos Lares de onde elas foram retiradas, estamos perante um “caso de polícia”.

O caso é grave de mais para ficar a “boiar no limbo” do esquecimento e todo o silêncio doravante em seu redor feito é um devastador estigma de desconfiança que ficará a pairar sobre a sua direção e responsáveis por aquele centro de acolhimento temporário.

 

Aqui…

https://www.rtp.pt/noticias/pais/santa-casa-de-viseu-deixa-ao-abandono-criancas-que-deve-proteger_v989622