O nosso Pedro nunca atina com Chopin …

por PN | 2019.12.12 - 20:38

Quem não se lembra da boutade de Pedro Santana Lopes, o PSL , quando era secretário de Estado da Cultura e foi inquirido sobre qual a sua obra musical preferida, tendo respondido com ar sério ser o Concerto de Violino de Chopin… que nunca existiu.

Um político não tem que ser um melómano. Mas de um sE da Cultura não se esperava tão arreliadora “gralha”. Todos temos direito à nossa ignorância. Todavia, deveria haver um mínimo de pejo na sua atrevida e desnecessária expressão / exteriorização.

Santana Lopes voltou agora à carga, no “Jornal de Negócios” ao fazer uma crítica ao filme “Joker”. Muito bem. Se até eu que não sou ninguém escrevi sobre o assunto…

Porém, outra chatíssima “gralha” se lhe atravessou na mente. Desta vez, saiu assim: “Vale a pena ver o Joker. É um bom filme de Martin Scorsese.

Pois não é. É um bom filme, mas de Todd Phillips. Não é grave. O Todd não se queixou… Provavelmente, Santana tinha na mente “O Irlandês”, este sim de Scorsese.

Estas coisas acontecem a qualquer um. Eu, com a idade, até já perco o cachimbo que nunca fumei e os brincos que nunca usei…

Contudo, se a desculpa da idade colhe, em 2019, menos colherá em 2003, à época de Chopin…

PS: Obrigado ao meu amigo AM que me mandou o recorte do jornal.

Paulo Neto