O meu Renault Capture preferido

por PN | 2019.10.29 - 16:06

Convenhamos que é um muito agradável mini suv. Para minha muita lamentada mágoa não tenho a sorte de me ser emprestado ou dado um, para usufruto pleno ou semi-pleno, no exercício das minhas humildes funções.

Mas gosto do carro. Sem ser ostensivo como um Cayenne ou um MB – esses dão muito nas vistas e há muito boa gente a tramar-se por essa deslumbrada exibição – é prático, confortável, económico, bonitinho e, tem certas cores que lhe dão um toque de classe, como é o caso do preto e branco da imagem de abertura.

Creio apenas que a Renault não foi muito feliz na designação “Capture”, obviamente que na minha perspectiva de pouca ou nenhuma relevância. Do latim Captura,  significa “acção de pegar, tomar, apreender”, de Captus, “agarrar, tomar posse, segurar, pegar”. Sendo até tautológico afirmar: “Toma lá um “capture”. “Agarra aí um “capture”. “Toma aí posse de um “capture”.

Ora, se eu fosse titular de um cargo público pensaria duas vezes se arriscaria um “Capture”… apenas e por causa do “mau olhado“, da etimologia do vocábulo e dos “males de inveja“, claro está.

Paulo Neto