Eleições na Madeira: como uma vitória se pode transformar numa derrota e como uma derrota se pode transformar numa vitória

por Carlos Cunha | 2019.09.23 - 18:29

Os resultados das eleições para a Assembleia Legislativa da Madeira, permitem-nos tirar algumas conclusões:

1- A Direita continua maioritária, ainda que o PSD tenha de fazer coligação com o CDS; 2 – Tanto PSD como CDS perderam votos e mandatos; 3- O CDS passou de 7 deputados para 3, mas os que elegeu são muito valiosos, porque garantem uma solução de governo à Direita; 4- O CDS necessita de aproveitar bem esta oportunidade dada pelo eleitorado madeirense, contribuindo para a estabilidade política com humildade e trabalho; 5- O PS dizimou a esquerda, que se uniu para combater a maioria PSD; 6- Na Madeira não houve partidos surpresa; 7- As surpresas destes resultados são: o quase desaparecimento da esquerda e como 5,74% que configuravam uma derrota para o CDS, se transformaram, pelos sortilégios da eleição, numa vitória; 8- A tentativa, logo frustrada, do PS fazer uma Giga geringonça com todos os partidos, com representantes eleitos, para tentar desalojar o PSD do governo; 9- Para o PS vale TUDO para ser governo; 10- Para o PSD e para o CDS NÃO VALE TUDO para governar.

Carlos Cunha

Carlos Cunha é militante do CDS-PP de Viseu e deputado na Assembleia Municipal. Licenciado em Português/Francês pela Escola Superior de Educação de Viseu concluiu, em 2002, a sua Pós Graduação em Educação Especial no pólo de Viseu da Universidade Católica Portuguesa.

Pub