É tudo uma questão cultural, pá!

por PN | 2017.03.31 - 11:57

 

 

É irritante ir a 45 cumpridores quilómetros na circular de Viseu e passar um Schumacher num corsa gt ou num punto abarth e queimar os semáforos todos, a 100 à hora, para depois passar no laranja a rir-se todo de quantos deixou parados.

É irritante encontrar azémolas que não saem da via esquerda e nela são capazes de chegar, alheada e paulatinamente, ao fim do mundo.

É irritante apanhar com um executivo estacionado na circular a marcar, airadamente, o almoço com a secretária de direcção.

É irritante ver a senhorita sair esfusiante do seu audi a5, acabado de estacionar num lugar para portadores de deficiência, e entrar serenamente, a saracotear a anca, no cabeleireiro em frente.

É irritante encontrar veículos estacionados em parques, mas em cima da relva, partindo caixas de controlo de rega e deixando, à saída, fundos sulcos no solo abusivamente pisado. Desta vez nem nos damos ao trabalho de ocultar a matrícula…

São cinco meros exemplos com os quais deparamos sistematicamente no dia-a-dia.

Será uma questão cultural ou, meramente, a mais básica das faltas de educação e ausência de cidadania?

Provavelmente as duas coisas, porque um mal nunca vem só.

Como se educa esta gente que não recebeu a educação no tempo certo?

A desoras já não se adiantará grande coisa, pois há um tempo para tudo.

Talvez aqui só funcionem mesmo as multas muito “gordas”… Infelizmente, a pedagogia do marmeleiro.