É Carnaval. Ninguém leva a mal…

por Joana Gomes | 2018.02.09 - 19:14

É Carnaval. Ninguém leva a mal, diz-se. Mas, lamento informar, eu levo!

Não gosto de carnaval. Nada. Nem danças dos cus nem sambas… Nada disso me assiste. Não é que isso tenha interesse algum, o que me assiste ou não. Mas sinto que sou a voz de centenas e centenas de crianças que gostam de carnaval, mas não gostam de carnaval.

Passo a explicar.

O que a criança gosta no Carnaval é de se mascarar do seu super-herói ou da sua princesa Disney preferidos. Eventualmente, de Minhota ou de Cigana da novela Explode Coração (saudades!!!), que era o meu caso quando tinha idade para “gostar, não gostando” do Carnaval. Ficarão por explicar as minhas motivações para tais trajes, claro, mas o certo é que tudo o que uma criança deseja, de coração, vestir no dia de Carnaval e tudo aquilo que a sua educadora de infância projetou para a data, são coisas pertencentes a universos distintos!

“Então, já sabes de que te queres mascarar este ano?”

“De Darth Vader, professora!”

“Muito bem, meu menino. Vão então todos de sinal de trânsito, que é o tema deste ano.”

E é isto. Uma pessoa quer sair de casa toda janota com o vestido da Ana do Frozen, mas acaba por sair mascarada de “Passagem de nível sem guarda”, que é um mimo!

No meu tempo nem tive muito azar, que os meninos da minha sala iam todos de Tartaruga Ninja. Um clássico! Azar tiveram os da “sala dos 4 anos”, que tiveram que se vestir de fatia de pizza e, vergonha das vergonhas, passear assim pelas ruas da cidade.  Ainda hoje sinto pena deles!

Por isso, caras educadoras de infância, tudo o que sejam fatias de pizza, alfaces (sim, a minha irmã mascarou-se de alface…coitada), sinais de trânsito, peças de xadrez, de dominó, de lego ou até mesmo de sushi, não são, repito, NÃO SÃO grandes ideias para trajes de carnaval. Apreciamos imenso a vossa criatividade mas, em nome de todas as crianças, NÃO! É um dia no ano, deixem-nos escolher à vontade!

Apenas lamento não ter cinco anos neste momento, já que o tema deste ano é o Folclore, e tenho a certeza que o meu traje de Minhota ia ser um sucesso!!

 

(Foto DR)