As Empresas e o programa QUALIFICA

por Manuel Ferreira | 2017.11.26 - 23:12

 

 

Para o crescimento económico de um país e para o aumento da produtividade e competitividade de uma empresa, a maior ou menor aposta que as empresas façam na formação e qualificação dos seus recursos humanos é decisiva. Assim se compreende que os governos, na sua generalidade, se preocupem em criar instrumentos que permitam a qualificação de adultos.

No caso português, esta qualificação é uma área prioritária de intervenção. É que, apesar de alguns progressos, ainda temos um défice estrutural acumulado nestas questões da qualificação e atividades de aprendizagem ao longo da vida.

Por isso, faz todo o sentido que, nas políticas públicas, esta problemática seja uma prioridade e as empresas vejam nesta aposta uma oportunidade para permitirem uma qualificação dos seus colaboradores. Hoje, as empresas têm necessidade de profissionais com competências transversais, pelo que as questões da qualificação são para as empresas mais do que um custo, um investimento e a assunção de uma responsabilidade social que cada vez mais lhe é atribuída.

É neste contexto que surge o programa QUALIFICA, para potenciar os recursos humanos que as diferentes instituições têm à sua disposição. O programa tem diversas soluções de qualificação e formação, de modo a valorizar as pessoas nas competências desenvolvidas ao longo da vida. É que maior qualificação possibilita o aumento das oportunidades, melhor emprego e uma coesão social mais sustentável.

Deste modo, é crucial sensibilizar o tecido empresarial para esta possibilidade e envolver mais agentes sociais, empresariais e educacionais neste objetivo nacional de dotar ou melhorar os conhecimentos, as qualificações e as competências dos cidadãos portugueses.

Manuel Ferreira tem 49 anos e nasceu em Lamego. Casado, dois filhos. É licenciado em Filosofia pela Universidade de Letras do Porto. Possui a Especialização em Administração e Gestão Escolar e é Mestre em Filosofia em Portugal e Cultura Portuguesa.
Militante socialista desde 1996, foi membro da Assembleia Municipal de Lamego entre 1997 e 2001 e Secretário do Gabinete de apoio do pessoal do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Lamego entre 2001 e 2005 e membro da Comissão Política durante vários anos.
Atualmente é Presidente da concelhia de Lamego do PS e membro da Comissão Política da Federação de Viseu.

Pub