A empreendedora Bárbara

por PN | 2019.06.22 - 13:00

Viseu precisa de muita empresária empreendedora como Bárbara Pinho Sobrado.

Esta empresária, chegada a Viseu há pouco mais de meia dúzia de anos e, se bem me lembro de uma reunião na altura tida no HB, oriunda da área da comunicação social ou do marketing, áreas que estão muito em voga no renovado, dinâmico e proactivo tecido autárquico-cultural do burgo, pode vir a ser uma lufada de ar fresco no âmbito da sua actuação profissional.

Veni, vidi, vici poderia ser o seu lema pois num rufo estava projectada no jet viseense e pouco tardou a ser uma das cabeças pensantes da famosa e bem-encaminhada Viseu Marca. E bem, pois ao que consta é detentora de um operativo know-how de sucesso.

Não contente com esse cargo, este produtivo quadro da parceria público privada CMV/AIRV, tem uma profícua actividade na área empresarial, nomeadamente na organização e concretização de eventos urbanos, como por exemplo com a CIM Alto Minho e através da empresa que representa, a ESTREIAENREDO, Comunicação, Lda., que muito terá contribuído para o êxito do festival local de então DESENCAMINHARTE.

Ademais, a capacidade empreendedora da jovem empresária leva-a a co-criar/integrar também a EMERGE, na área da comunicação, relações públicas e produção de eventos.

Do site da empresa destacamos:

“EMPRESA

Serviços de comunicação, relações públicas e produção de eventos
Nome português cuja grafia coincide nos inglês e francês.


SIGNIFICADO

e·mer·gir
(latim emergo, -ere)
verbo intransitivo
1. Sair de onde estava mergulhado.
2. Despontar, elevar-se, como se saísse das águas.
3. Assomar, manifestar-se.
4. Acontecer; ocorrer; resultar.
5. [Física]  Sair (de um meio depois de o ter atravessado).


MARCA

Além da referência à saída do anonimato, à ascensão e outros formas de presença real, há também um sentido de “emergência” que pode ser utilizado seja para a comunicação de crise ou mesmo para a expedita resolução das questões dos clientes.

A composição gráfica emergente: aparecer incompleto, como que “emergindo” na compreensão; saindo “da caixa”; destacando-se do fundo; aludindo ao somatório de competências; utilizando neutralidade participada na leitura.


EMERGE
criamos reconhecimento”

Viseu está claramente carenciada desta juventude empreendedora, competente, diligente e ousada, capaz de renovar o modus operandi vivencial letárgico deste ancestral e conservador burgo, mormente para a organização de eventos artísticos e culturais, como por exemplo a Street Art, Festival Literário Tinto no Branco e/ou outros proliferantes na cidade, mas muito carecidos da divulgação e enquadramento adequados para pôr finalmente Viseu no mapa dos acontecimentos, nestes âmbitos e domínios nacionais.

A Rua Direita deseja à jovem empresária o maior sucesso e augura-lhe um percurso modelar e exemplar para bem do jovem tecido empresarial local.

http://www.hello-emerge.com/?fbclid=IwAR05aGS0PZddDffaj2TM9xPyTxwyDNlDqnZ0RjIQXvJ3wvn1Sc277ntHyhE

Paulo Neto

(Foto DR)