Sernancelhe CLDS-3G e o Douro

por Rua Direita | 2018.09.11 - 11:48

 

O Município de Sernancelhe e do CLDS-3G – Contrato Local de Desenvolvimento Social, proporcionaram a mais de duas centenas de utentes dos Centros Lúdicos do Concelho um dia por terras durienses, que começou pela manhã no mosteiro e igreja cisterciense de São João de Tarouca e santuário de Nª Senhora dos Remédios, em Lamego onde decorreu um apetitoso almoço com partilha de “farnel”, ancho e saboroso e momentos de muito boa disposição.

Fomos adotados pela excelente gente de Chosendo, pela sua dinâmica presidente da Junta, Irene Proença, seu marido Isidro Proença, filho e nora, Marco e Ana. O amigo Vasco com a sua sanfona deu o tom, o amigo Manuel, 30 anos taxista em Paris merece ser ouvido nas muitas histórias que tem para rememoriar e contar. E claro, os torresmos, as “saias”, o presunto, o salpicão, as chouriças, os panados, os frangos, as pataniscas, as filhoses e eu sei lá mais o quê…, deram-nos vontade para já não sair da frondosa sombra dos castanheiros (um deles com mais de sete séculos), salgueiros, cedros, criptomérias e araucárias.

De rota batida para a Régua, foi o tempo de embarcarmos num delicioso passeio Douro abaixo até às termas de Caldas de Moledo, numa tarde soalheira e de grande animação.

Seguidamente, decorria em organização da Associação das Empresas do Vinho do Porto e Confraria dos Vinhos do Douro, a 1ª Regata do Douro Vinhateiro, para assinalar o dia 10 de setembro de 1757, quando o Marquês de Pombal criou a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, dando assim origem à primeira região demarcada do Mundo. Dirigimo-nos à barragem do Bagaúste e ao cais da Folgosa.

Para nosso desânimo os barcos rabelos das diversas quintas do Douro Vinhateiro viram-se mal com a falta de vento, movidos que são à vela, tirando o élan e o brilho à regata que assinalou os 262 da criação da Região Demarcada do Douro.

Tempo ainda para conversar um pouco com Francisco Lopes, ex-presidente da Câmara de Lamego e da Cim Douro, Armando Moreira, ex-governador civil de Vila Real e presidente da Liga dos Amigos do ADV, Carlos Santos, vice-presidente da câmara de Sernancelhe.

O calor apertava na margem esquerda do Douro e foi chegada a hora de subir a São João da Pesqueira para visitar o magnífico Museu do Vinho, que vivamente recomendamos para uma mais demorada itinerância.

Era chegada a hora de arejar os farnéis e dar conta do recado, para não levar para casa aquelas estupendas merendas, ainda a meio da comedoria. Assim foi feito e, de seguida, por Penedono rumou-se a Sernancelhe.

Iniciativa diferente que proporcionou a duzentos e muitos utentes do CLDS-3G, utilizadores dos espaços recreativos e culturais de Sernancelhe, um dia rico em experiências variadas com muita e diferenciada animação.

Parafraseando Paulo Pinto, foram vivenciadas “Memórias de um tempo que está ainda bem presente também nos utentes dos Centros Lúdicos do Concelho, que todos os anos, por altura do verão, seguiam a caminho do Douro para trabalharem arduamente, durante várias semanas, nas vindimas, nos exigentes socalcos daquela que é hoje paisagem mundial.”

 

 

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub