Passeio de Automóveis Clássicos – Festa do Queijo da Serra Celorico da Beiea

por Rua Direita | 2019.01.30 - 09:11

PASSEIO DE AUTOMÓVEIS ANTIGOS E CLÁSSICOS À FESTA DO QUEIJO DA SERRA DA ESTRELA, EM CELORICO DA BEIRA, DA CASA DO PESSOAL DO HOSPITAL DE SÃO TEOTÓNIO DE VISEU E DO GRUPO VISEENSE AMIGOS DOS CLÁSSICOS.

DOMINGO DIA 24 DE FEVEREIRO DE 2019

 

 

Programa:

 

08.15 HORAS – CONCENTRAÇÃO JUNTO Á CASA DO PESSOAL DO HOSPITAL DE SÃO TEOTÓNIO DE VISEU.

08.30 HORAS – SAÍDA DAS VIATURAS DA CASA DO PESSOAL DE SÃO TEOTÓNIO DE VISEU

09.30 HORAS – CONCENTRAÇÃO DAS VIATURAS JUNTO Á URBANIZAÇÃO NOVA CASAS DE SOEIRO (JUNTO AO MINIPREÇO DE CELORICO DA BEIRA)

10.00 HORAS –VISITA A LINHARES DA BEIRA E SEU CENTRO HISTÓRICO, CASTELO

Integrado no sistema defensivo beirão, foi construído a mais de 800 m de altitude, num terreno desnivelado e rochoso. Existia já com D. Sancho I e foi reformado por D. Dinis em 1291. Apresenta dois recintos amuralhados, duas torres, quatro portas e duas cisternas, tendo sido intervencionado a partir dos anos 40. Trata-se de uma construção imponente, integrada na linha de fortalezas da região beirã. Esta importante estratégia defensiva foi sendo construída desde os tempos do Fundador da dinastia para proteger o flanco leste do território de possíveis investidas inimigas. Deste vasto conjunto de castelos podem ser mencionados os de Marialva, Moreira de Rei, Trancoso, Celorico da Beira, entre outros. O Castelo de Linhares, Monumento Nacional desde 1922, exibe duas torres, a de Menagem e a Torre do relógio. O circuito interior envolvido pelas muralhas está dividido em dois espaços fechados: um deles, a Oeste, de maior dimensão, pode ter funcionado como ponto de apoio à torre de Menagem, sendo, portanto, uma zona militar onde estão localizadas as cisternas; já o outro, a Este, serviu de resguardo das populações da vila e dos bens essenciais à sobrevivência em caso de cerco ou de ataques inimigos. Dotado de um longo perímetro amuralhado por onde se estendem os adarves, ou caminhos de ronda a descoberto, e as escadas de acesso.

11.30 HORAS – VISITA À PRAIA FLUVIAL E PISTA DE PESCA DA RATOEIRA (REFORÇO ALIMENTAR AOS PARTICIPANTES)

Ratoeira é uma freguesia Portuguesa situada a 5 Km da sede do município, num lindo vale atravessado pelo rio Mondego. Para o seu topónimo existem duas teorias. Uma remonta ao tempo dos romanos, quando Júlio César, servindo-se duma cilada, ali venceu uma tribo lusitana, passando a denominar este local como Ratoeira. A outra, tem origem numas lajes escorregadias, que ali existiam no passado e que eram uma autêntica ratoeira para quem as pisava. Esta localidade foi também fustigada pelas tropas napoleónicas, que durante a Guerra Peninsular cometeram grandes barbaridades na aldeia, ainda hoje narradas pelos seus habitantes.

12.00 HORAS – VISITA À FEIRA DO QUEIJO SERRA DA ESTRELA EM CELORICO DA BEIRA

Devido às características do clima e do relevo, o produtor de Queijo Serra da Estrela encontra neste município as condições ideais para a produção desta inigualável iguaria – o queijo Serra da Estrela. Produzido a partir do melhor leite cru de ovelha da raça autóctone Bordaleira da Serra da Estrela e/ou Churra Mondegueira, flor de cardo e sal, misturados com mestria e arte pelas mãos da queijeira, segundo processos ancestrais sabiamente guardados e transmitidos de geração em geração.

13.30 HORAS – ALMOÇO NO HOTEL MIRA SERRA

Junto ao Parque Natural da Serra da Estrela, este hotel de gerência familiar dispõe de quartos com ar condicionado e uma varanda privada. Tem um restaurante tradicional português com um bar e oferece acesso Wi-Fi e estacionamento gratuitos. Todos os quartos do Mira Serra estão mobilados de forma simples e incluem televisão, telefone, aquecimento e uma secretária. Cada acomodação tem uma casa de banho privada. Um buffet de pequeno-almoço é servido no restaurante do Hotel Mira Serra, que apresenta cozinha autêntica como guisados ​​de carne, peixe e vegetais.

15.30 HORAS – VISITA AO CENTRO HISTÓRICO DE CELORICO DA BEIRA (CASTELO E IGREJA DE SANTA MARIA)

. CASTELO DE CELORICO DA BEIRA

O castelo de Celorico, situado num maciço granítico, no sopé da Serra da Estrela, sobre o rio Mondego, julga-se que teve uma primeira versão de fortificação, construída pelos romanos sobre um castro, habitado por povos desde a pré-história. A ocupação árabe deste castelo, termina com a campanha de Reconquista Cristã da Península Ibérica, no reinado de D. Afonso Henriques, que o entregou à Ordem dos Templários. Esteve envolvido em diversas contendas, por exemplo, no reinado de D. Sancho I, em 1198, foi cercado pelas forças de Afonso IX de Leão, é assaltado em 1385, pelas forças de Castela, que também em 1762, o voltam a atacar. O Castelo de Celorico da Beira, que é um belo exemplar de estilo românico e gótico. Não sendo muito amplo, tem uma poderosa muralha, um largo adarve, com estreitas escadas de acesso, duas portas góticas e uma impressionante torre, que provavelmente não seria a de menagem e dois cubelos. No acidentado terreiro existem vestígios da torre de menagem e da cisterna.

. IGREJA DE SANTA MARIA

Construída em boa cantaria, esta igreja realça-se sobretudo por apresentar pormenores de construção de quatro épocas diferentes. Desconhecida a data da sua fundação, supõe-se que tenha sido uma mesquita ainda na época árabe, tendo sido doada ao Bispo da Guarda, no séc. XIII, por D. Afonso III. A fachada da igreja, datada do séc. XIII, viria a ser reedificada cinco séculos mais tarde, altura em que foi inscrito sobre a porta principal o ano de 1796. Apresenta um portal renascentista, mas as atuais capela-mor e sacristia terão sido construídas no séc. XVII. Presume-se que, também nesta altura, o templo tenha sofrido algumas outras obras que originaram o desaparecimento e a deslocação de algumas sepulturas para a sacristia. No interior da igreja, realça-se o teto de caixotões do séc. XVIII cuja autoria é atribuída a Isidoro de Faria.

 

16.30 HORAS – MUSEU SOLAR DO QUEIJO SERRA DA ESTRELA

Na zona Histórica da Vila de Celorico da Beira, perto do castelo e em frente à igreja de Santa Maria, ergue-se a Catedral do Queijo Serra da Estrela – O Solar do Queijo. Este magnifico edifício por si só merece uma visita. Antigo Paços do Concelho, data do séc. XVII, destacando-se na frontaria o brasão real e o brasão de armas da vila. Albergou em diferentes épocas o tribunal e a cadeia, tendo sido recentemente recuperado e adaptado às funções que hoje desempenha. Aqui, o visitante turista pode comprar e levar para casa , ou simplesmente degustar, com a garantia de qualidade, o tão afamado queijo ex-libris desta região, para além de outras deliciosas iguarias da nossa rica gastronomia, de entre elas se destacam: o farinheiro, a morcela, a chouriça, o presunto, o pão de centeio, o mel, as compotas e o vinho.

18.30 HORAS – LANCHE COM PROVA DE QUEIJOS NO SOLAR DO QUEIJO SERRA DA ESTRELA

19.00 HORAS – ENCERRAMENTO DO PROGRAMA E REGRESSO A VISEU

 

ESTE PROGRAMA PODERÁ ESTAR SUJEITO A ALTERAÇÕES.

INSCRIÇÕES E CONTACTOS:

Casa do Pessoal do Hospital de São Teotónio de Viseu

Jaime Silva Tlm: 966074410 ou E-Mail:  jaimelsilva@gmail.com

Herminio Rodrigues Tlm: 962999262 ou E-mail. herminiorodriguesviseu@gmail.com

FICHA DE INSCRIÇÃO

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub