Operação Natal e Ano Novo – Balanço

por Rua Direita | 2020.01.06 - 15:45

A Guarda Nacional Republicana (GNR), de 20 de dezembro a 5 de janeiro, realizou uma única operação neste período festivo, em todo o território nacional, intensificando o patrulhamento rodoviário para as vias de maior tráfego nesta altura do ano, resultante das deslocações de inúmeras pessoas dos locais de residência habitual para as regiões de origem para a celebração da quadra natalícia e festividades alusivas à passagem de ano.

Apesar das diversas campanhas de sensibilização e dos inúmeros conselhos sobre segurança rodoviária que têm sido transmitidos pela Guarda, comportamentos de risco continuaram a ser verificados pelo que, durante a operação, foram registados 865 crimes e  24 228 contraordenações, das quais se destacam:

·        1 444 por condução sob a influência do álcool, das quais, 570 detenções por taxa crime igual ou superior a 1,2 g/l;

·        213 detenções por condução de veículo sem habilitação legal;

·        10 925 por excesso de velocidade;

·        1 369 por falta de inspeção periódica;

·        983 por anomalias nos sistemas de iluminação ou sinalização;

·        614 pela incorreta ou não utilização do cinto de segurança ou de sistemas de retenção;

·        689 por utilização indevida do telemóvel durante a condução;

·        603 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Relativamente à sinistralidade, a GNR registou:

·        3 451 acidentes;

·        Dez mortos;

·        60 feridos graves;

·        922 feridos leves.

Destaca-se que, no período da operação, a GNR registou um total de 10 dias sem mortos nas estradas.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub