O que acontece se as mulheres pararem?

por Rua Direita | 2019.01.17 - 17:16

 

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

No dia 8 de Março é assinalado o dia Internacional da Mulher, oportunidade para celebrar a união entre as mulheres e para lembrar que ainda há um caminho a percorrer na defesa dos seus direitos.

Mulheres por todo o mundo celebram o dia em jantares, encontros e convívios, mas também mobilizando-se contra as violências, desigualdades e preconceitos.
Inserido num movimento internacional, com registo na Islândia em 1975 e em Espanha  em 2018, Portugal também aderiu ao movimento Rede 8M para pensar ‘E Se As Mulheres Parassem?’.

A rede está a ganhar expressão em diversos pontos do país, sendo Viseu um deles.
O movimento assenta em quatro eixos e propõe uma reflexão sobre o que aconteceria se as mulheres parassem, fazendo greve ao trabalho assalariado, ao trabalho doméstico e à prestação de cuidados, ao consumo de bens e serviços e greve estudantil.
No manifesto da Rede 8M podem ler-se em destaque as principais reivindicações deste movimento: basta de desigualdade no trabalho assalariado, de reprodução das desigualdades e do preconceito nas escolas, de estereótipos e de incentivos ao consumo, de destruição ambiental, de guerra e de perseguição às pessoas migrantes.

“VIVAS, LIVRES E UNIDAS! SE AS MULHERES PARAM, O MUNDO PÁRA!”

O desafio é promover a reflexão sobre o papel que cada mulher desempenha na sua família, no seu trabalho, na sociedade. É também levar esta reflexão ao espectro mais amplo possível de pessoas, ir da cidade à aldeia, envolver quem está no desemprego, na reforma, a estudar ou a trabalhar, onde quer que seja.
O núcleo de Viseu procurará desenvolver atividades que permitam precisamente expandir o alcance deste exercício reflexivo sobre a Mulher.
Neste sentido, está já agendado para dias 19 e 20 de janeiro uma oficina de Teatro dx Oprimidx na Associação Fragas Aveloso, aberta a inscrições. São ainda realizadas reuniões semanais (21 horas, quartas-feiras) abertas a toda a comunidade.

As últimas novidades sobre este movimento podem ser consultadas em www.facebook.com/jamarchavas ou www.facebook.com/Rede-8-de- Mar%C3%A7o-188445221306340/. 

Núcleo Rede 8M Viseu – Plataforma Já Marchavas

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub