O novo paradigma do mundo do trabalho: o que está a mudar?

por Rua Direita | 2019.10.07 - 15:23

O mundo do trabalho está a mudar. À medida que as exigências dos clientes aumentam, os funcionários devem estar sempre ativos, procurando trabalhar de uma forma mais produtiva. Contudo, os trabalhadores querem também uma maior flexibilidade. Isto acontece porque as tendências globais começam a refletir um afastamento dos processos tradicionais, que obrigavam os funcionários a cumprirem um horário das 09h às 18h00, durante cinco dias por semana.

As novas vantagens do mundo do trabalho

A exigência de mais vantagens laborais é crescente. Os profissionais exigem por exemplo: quatro dias de trabalho semanal, férias anuais ilimitadas, intervalos dedicados a participar em ações de voluntariado e dispensa de trabalho presencial no escritório. Todas estas medidas têm em vista recompensar os trabalhadores pelo bom trabalho, aumentando a motivação da equipa.

Uma pesquisa recente do IWG mostra que o trabalho flexível é agora um fator decisivo na “caça” de talentos. 83% dos inquiridos dizem que escolheriam um trabalho que lhes oferecesse um trabalho flexível, em vez de um trabalho “típico”. No estudo de 15.000 empregadores e funcionários, 54% disse que ter uma escolha de local de trabalho é muito mais importante do que trabalhar para uma empresa de prestígio. 28% valoriza poder escolher onde trabalhar do que ter um aumento do subsídio de férias.

A assiduidade ficou no passado

No que diz respeito à produtividade, a assiduidade tem vindo a perder relevância. Esta afirmação é baseada em vários estudos, que apontam a importância dos funcionários serem capazes de cultivar e manter um bom equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Ao olhar para as médias de tempo de trabalho entre países, pode verificar-se que a média de 42 horas semanais do Reino Unido é superior às 37 horas da Dinamarca. Este último é o país com melhor desempenho ao nível da produtividade, apesar de não ser o que trabalha mais horas semanais. Daqui conclui-se que os trabalhadores dinamarqueses são mais felizes e, por consequência, mais produtivos. Países como Holanda, Itália, Bélgica, França, Suécia e Irlanda não se encontram muito atrás da Dinamarca, trabalhando um total de 39 horas semanais, de acordo com o TUC.

A Perpetual Guardian, uma empresa da Nova Zelândia, adotou a política de quatro dias de trabalho semanal para fazer um teste. Desde a adoção desta medida, a empresa registou um aumento de 20% ao nível da produtividade.

Trabalho flexível é a solução

Após analisar de que forma é que a produtividade pode ser aumentada e o horário de trabalho reduzido, percebe-se que a solução mais natural e lógica é a do trabalho flexível. Os funcionários podem morar onde quiserem, em vez de limitarem as suas opções de habitação devido à distância do escritório. Nesse sentido, os espaços de trabalho flexíveis são uma excelente alternativa.

Desta forma, os funcionários que vivam na periferia da cidade podem ter acesso a todas as comodidades necessárias de um escritório, mas mais perto de casa. Um fator extremamente importante é que os trabalhadores se sentem valorizados e ouvidos quando perceberem que a empresa permite a flexibilidade. Assim, a probabilidade de serem mais leais e produtivos é muito maior, o que vai gerar resultados muito melhores nos negócios em geral.

SOBRE A REGUS

A Regus é um dos principais fornecedores de espaços de trabalho globais. Criámos uma rede única de espaços de escritório, coworking e reunião para utilização por pessoas e empresas em todas as cidades do mundo. Consiste numa infraestrutura global criada para fornecer apoio a todas as oportunidades.

A nossa rede de espaços de trabalho permite às empresas operar em qualquer lugar, sem a necessidade de custos de preparação ou investimento de capital. Oferece aos nossos clientes benefícios de custos imediatos e a oportunidade de subcontratar na totalidade o portefólio de escritórios. Concebida para melhorar a produtividade e ligar 2,5 milhões de profissionais que pensam de forma semelhante, é uma comunidade global instantânea e um local ao qual pertencer.

Cátia Neves

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub