Novo livro: “O Último Fumador”

por Rua Direita | 2018.01.18 - 11:07

Um novo livro apresenta-se este sábado.
Chama-se “O Último Fumador” e é a mais recente publicação da Medíocre.

A Medíocre é um projecto inventado para experimentar. Experimentar pintar iô-iôs, ou fazer gravatas, ou… editar livros que não se encaixem num espaço mais convencional.
Escrito por Manuel Van der Kreek, esta pequena obra de ficção explora um mundo distópico. Um mundo onde proibições sucessivas levaram até um último fumador.
Sábado, dia 20 de Janeiro na ACERT (Tondela) este livro será apresentado por João Luís Oliva. Acontece às 18h00.

Um excerto


O último fumador era simpático. Uma pessoa simpática. Um tipo porreiro. Às direitas. Era cinco estrelas. Era igualmente um bom vizinho que nunca alguém desconfiou pudesse fazer algo de mal. Mais ainda por ser fumador. Claro. Garantidamente não faria o que fosse de errado. Cumprimentava aqueles com quem se cruzava na rua. Respondia a todas as solicitações. Nunca deixava de reservar um sorriso ou um gesto agradável para os que o abordavam. Feitas as contas era um fumador. O último aliás. E isso era mais relevante que qualquer outra coisa.
“Se não se confiar nele; então em quem?” – era frequente ouvir-se dos que compartilhavam algum espaço ou minúsculo fragmento de tempo. Com o fumador entenda-se. O último, que já não há outro.

Quem é o responsável por esta “Medíocre”?
– A Medíocre é um projeto de Luís Belo, designer, ilustrador e fotógrafo que quando tem tempo usa este veículo para se envolver em ideias estranhas, como um livro escrito sobre “O Último Fumador“.

Mas afinal isto da “Medíocre” é uma empresa, é uma editora, é o quê?
– A Medíocre é uma ideia, uma intenção de poder criar sem grandes restrições. Que aponta a fazer o melhor que pode, mas ficando medíocre não desaponta.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub