Festim 2018 fechou ao som hipnótico de Omar Souleyman!

por Rua Direita | 2018.07.28 - 11:00

À 10ª edição, há cada vez mais público a viver o Festim.
Omar Souleyman fechou ontem, perante milhares em Águeda, o 10º Festim.

Sete grandes nomes da “world music”, 14 concertos, 6 Municípios. A 10ª edição do Festim terminou esta quinta-feira (26 de julho), em Águeda, com o aclamado concerto do cantor sírio Omar Souleyman. La Caravane Passe, Boban Markovic Orkestar, Pascuala Ilabaca y Fauna, Orchestre Poly-Rythmo de Cotonou, La Yegros e Waldemar Bastos marcaram também esta festiva viagem, que movimentou milhares de espectadores pela região.

 

A música do mundo instalou-se, no último mês, em Águeda, Albergaria-a-Velha, Sever do Vouga, Estarreja, Ílhavo e, pela primeira vez, em Oliveira de Azeméis, o mais recente palco do Festim.

O encerramento desta 10ª edição esteve a cargo do sírio Omar Souleyman, um autêntico fenómeno de culto em Portugal, transformando o recinto do AgitÁgueda numa viciante festa, do palco à plateia. Mas a festa já havia começado antes. O festival deste ano, iniciado a 22 de junho, ficou marcado pelo regresso a Portugal dos franceses La Caravane Passe, que fizeram com que toda a gente tirasse os pés do chão e o Festim 2018 ficou lançado. Da Sérvia, Boban Markovic Orkestar fez soar a sua fanfarra balcânica em duas grandes noites. Depois, a chilena Pascuala Ilabaca fascinou com a sua Fauna e o seu fiel e dançante acordeão. Do Benim, aterrou a lendária e todo-poderosa Orchestre Poly-Rythmo de Cotonou, numa explosiva mistura de ritmos. Em dose tripla, La Yegros Argentina não deixou ninguém indiferente à sua contagiante cumbia argentina. E o momento mais encantador chegou na voz de do angolano Waldemar Bastos, em duas noites memoráveis.

Após dez edições, o Festim, uma iniciativa da d’Orfeu AC, fortalece o seu decisivo papel na oferta cultural da região, num modelo atualmente partilhado com seis Municípios parceiros, juntamente com o apoio oficial do Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes, viabilizando a presença na região de grupos e artistas de uma dimensão surpreendente. O Festim é o único festival português a integrar a rede europeia “European Forum of Worldwide Music Festivals” e conquistou, pela segunda vez, o selo de qualidade EFFE – Europe for Festivals, Festivals for Europe.

O Festim – festival intermunicipal de músicas do mundo regressa em 2019, nos meses de junho e julho, para a sua 11ª edição.

Projecto na área da comunicação social digital, 24 horas por dia e 7 dias por semana dedicado ao distrito de Viseu

Pub