Um autarca inclusivo

por Paulo Neto | 2018.04.16 - 13:54

 

 

 

Almeida Henriques é um autarca que não esquece um único dos seus munícipes e que ao lado deles está sempre presente, desde a sede do concelho a todas as freguesias, na auscultação atenta e cuidosa dos seus anseios, das suas necessidades e das aspirações mais relevantes.

Por isso criou para o ex-vereador Guilherme Almeida um lugar de “provedor das freguesias”, por forma a manter constante essa íntima relação e interacção com todo o seu território.

Desta feita, no Dia Internacional do Cigano (8 de Abril), efeméride que visa comemorar a cultura e a história do povo cigano, na luta contra a discriminação que esta minoritária comunidade sente em domínios como a habitação, a educação, saúde e trabalho, Almeida Henriques esteve presente com o seu vereador Seixas e demais entidades civis e militares, por forma a transmitir com a clareza e a transparência que caraterizam os seus actos, que o município de Viseu está ciente das diferenças da sua população e que, através das diferenças se sente mais amplamente completo na pluralidade étnica que o compõe.

Almeida Henriques, que já mandou pintar com grafitis duas das fachadas do bairro da Balsa, onde moram muitas famílias de etnia cigana, terá decerto em mente obras de vulto para uma melhor integração comunitária, também no Bairro de Paradinha.

Ciente de quão insuficientes são essas medidas face às necessidades sentidas, também no domínio da educação e da saúde terá projectos em análise, que completará com a integração plena no mercado de trabalho, provavelmente concedendo subsídios às novas empresas que virão sediar-se no concelho, através de, e por mero exemplo, apoios nas infraestruturas, na derrama e outros, a todas quantos incluírem mão de obra cigana nos seus quadros.

Almeida Henriques é um autarca moderno que não olha para os seus munícipes enquanto meros eleitores, antes os vendo, a todos, não como mais um voto, mas sim numa óptica congregadora de direitos e deveres, como seres humanos carecidos de todo o apoio institucional para a justa, plena e solidária integração social.

 

(Fotos DR)