Parabéns António Borges —» veni vidi vinci!

por Paulo Neto | 2018.03.06 - 09:51

 

Como seria de esperar, o comendador-administrador-engenheiro António Borges será o incontestado e louvaminhado líder do distrito por vitória norte-coreana de 99,5% de votos, pelo menos…

Goste-se ou não do ex-autarca de Resende, certo é ele ter pleno direito, à cesárea máxima veni vidi vici. Chegou, viu e venceu. Mas mais, como um eucalipto secou tudo à sua volta; como um incêndio de fortes dimensões queimou tudo em redor; como um tsunami varreu tudo à sua frente e como um capador castrou todos os putativos candidatos à sua sucessão.

Com as quotazinhas do seu exército de apoiantes todas pagas e em dia – militante que o é, apoia Borges! – ainda se esperou que João Azevedo, agora com a plena força da sua azurarense concelhia nas mãos do seu dilecto delfim, vereador, presidente da cooperativa, professor, viesse à luta como político decidido a dar o corpo às balas da pugna partidária. Porém, a esperança só durou 3 dias…

Com a concelhia de Viseu toda esfrangalhada no repete-não-repete das eleições por alegadas irregularidades, a “falange ginestálica”, habituada a tudo lhe cair no regaço, afanosa vai dando o seu contributo ao victorioso líder duriense que, até de Lúcia Silva colhe consenso, sem falar de outros anónimos deputados e militantes que, por aí, penosamente se arrastam. E mesmo com a Concelhia viseense toda alinhadinha, que com a de Mangualde e Resende quase fazem todo o distrito, decerto seria em António Borges que iriam votar. Avé Borges!

Esta não é a vitória de Borges. É a derrota de um PS Viseu lacerada por oportunismos e cirurgicamente castrada por capadores de alto coturno e sábia competência.

O descrédito total, agravado por ninguém ignorar ao que veio Borges, o administrador das Águas do Douro e Paiva e por bem saber que o seu maior mérito reside no nada fazer, dividindo para reinar.

Meu caro José Junqueiro… os torpedos que te lançaram, tardiamente é certo, estão a sofrer do efeito de “boomerang” e a cair ao colinho de quem os lançou.

Meu caro Acácio Pinto… tu que tiveste a coragem de sempre, enfrentaste borges & ginestal e tiveste a honradez de não aceitar prebendas, preferiste sofrer a travessia do deserto de cabeça erguida.

Haverá mais? Sim. Mas contam-se pelos dedos de uma mão!

 

(Foto DR – José António Alves)