DRCN e “o direito à resposta e retificação

por Paulo Neto | 2019.01.04 - 11:48

Na sequência do artigo infra linkado recebemos do Director Regional da Cultura do Norte, António Ponte, o oficio na íntegra transcrito invocando o “direito à resposta e de retificação”.

Com ele, recebemos um conjunto de 9 (nove) dvds referentes ao projecto “Escritores do Norte“, que muito agradecemos, e acerca de Mário Cesariny, Eça de Queiroz, Miguel Torga, Ferreira de Castro, Luís Pina de Morais, José Régio, Guerra Junqueiro, Camilo Castelo Branco e Aquilino Ribeiro.

Refere António Ponte no seu ofício que foi “questionada a idoneidade e seriedade desta instituição“. O que é inexacto, sendo sim exacto aquilo que foi escrito e se repete:

“Porém, para nosso espanto e sem qualquer plausível explicação publica, até hoje, dois anos volvidos, o documentário nunca foi distribuído e divulgado, nada se sabendo sobre o processo, o procedimento e causas desta absurda quão inexplicável dilação temporal.

À DRCN na figura do seu responsável António Ponte cabe urgente e imperiosamente dilucidar este enredo, que defraudou expectativas e… a não ser editado, lesa seriamente o erário público e o Programa ON2 que o comparticipou.”

Dr. António Ponte, tive conhecimento do filme, depois de previamente visualizado há dois anos, e já não na versão original então apresentada,  agora que mo enviou na sequência do meu artigo.

Afinal os filmes foram feitos para quê? Por quem foram distribuídos? Estão há muito na posse das autarquias referidas? Onde podem os aquilinianos adquiri-lo ou a ele acederem?

Pessoalmente, enquanto participante no dvd referente a Aquilino Ribeiro, porque é que nunca essa DRCN teve a gentileza de me enviar um exemplar? Foram enviados aos outros participantes? Quando?

Aquilo que o meu artigo questiona é claro, qualquer tergiversação retórica sobre o seu conteúdo é pouca mais do que uma tardia, muito tardia resposta as expectativas criada e à dilação temporal conferida à sua distribuição.

Folgo em saber, porque no seu ofício o escreve, que tudo foi distribuído pelas Escolas Secundárias da Região Norte e que os documentários foram apresentados em estabelecimentos escolares.

Quanto ao dvd em causa, o de Aquilino Ribeiro e a Casa de Soutosa, sem o pôr em causa, agora disso tive conhecimento. Tarde é o que nunca vem…

Se duvidasse de si, o que não é o caso, questionaria os directores da Escolas Secundárias das 3 autarquias supra referidas sobre quando os receberam e porque não os divulgaram.

Perguntaria aos autarcas José Eduardo Ferreira, Carlos Silva Santiago e José Morgado porque não os divulgaram, tendo-os recebido.

Sobre a FAR, Fundação Aquilino Ribeiro, sei agora que receberam uma pequena caixa com dvds em Dezembro. Coincidência, Dr. Ponte? A seguir ao meu artigo, de 5 desse mês?

Tenha um Bom Ano de 2019…

 

https://www.ruadireita.pt/largo-do-pelourinho/a-direccao-regional-da-cultura-do-norte-aquilino-e-o-documentario-censurado-25924.html