Decepcionante espectáculo, o debate televisivo sobre Viseu…

por Paulo Neto | 2017.08.28 - 22:57

 

 

A RTP 3 transmitiu e Vítor Gonçalves Loureiro, por acaso do Sátão, moderou o debate com os candidatos autárquicos a Viseu.

Que dizer? Que se ficaram pela rama na abordagem dos temas; que o tempo foi escasso para o muito que havia a dizer.

Por ordem alfabética, e numa brevíssima apreciação:

Almeida Henriques, do PSD, com um discurso gasto, pouco à vontade, enfatizou a incoerência do que diz ter feito e limitou-se aos lugares-comuns da praxe. Um tédio…

Carolina Almeida, do PAN, mostrou uma naïveté constrangedora… Almeida Henriques, provavelmente, dá-lhe um lugar de assessora em breve.

Fernando Figueiredo, do BE, foi assertivo e professoral. Um pouco menos de convencimento não lhe será desfavorável.

Filomena Pires, da CDU, mostrou a sua serena e inabalável consistência.

Lúcia Araújo Silva, do PS, mostrou a combatividade de quem não é fácil de “roer”.

Paula Amaral, do CDS, contrapôs a ignorância com a agressividade e conflitualidade que é timbre e tom de quem não sabe o que dizer. Temos que perceber melhor o percurso profissional desta candidata à política, à qual diz ter chegado há apenas dois meses.

O que esteve melhor, sereno e lúcido, foi mesmo o moderador.

Logo vou rever o debate, para ver se fico mais optimista quanto ao futuro de Viseu…

 

(foto DR)